Com perspectiva de derrota no STF, Janot não deve pedir saída de Cunha

By -
Procurador-Geral Rodrigo Janot

Procurador-Geral Rodrigo Janot

O STF (Supremo Tribunal Federal) é majoritariamente contrário à tese de afastamento cautelar de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara caso seja denunciado na Operação Lava Jato. Para os ministros, o Judiciário não pode afastar um chefe de outro Poder só por ser investigado. Por isso, interlocutores de Rodrigo Janot dizem que o procurador-geral da República não pedirá a saída de Cunha —evitando uma derrota que o enfraqueceria na queda de braço com o Congresso. PAINEL

Roberto Brasil