Com participação majoritária de artistas do Amazonas, começa o 19º Festival de Ópera

By -

festival-de-opera-am 1O Teatro Amazonas recebeu na noite de domingo, 1º de maio, abertura do 19° Festival de Ópera, com a apresentação do espetáculo “Contos Líricos”. Realizado pelo Governo do Estado até o dia 31 de maio, o Festival contará com uma extensa programação com 20 apresentações, envolvendo concertos, recitais e a realização de master class, workshops, vivências e palestra, e chega a maturidade com presença majoritária de artistas e técnicos amazonenses nas produções.

A evolução da participação de artistas e técnicos do Amazonas nas produções é resultado de um amplo programa de formação mantido pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC). É um ganho significativo na comparação com a primeira edição, realizada em 1998, quando mais de 90% dos integrantes vieram de fora, disse o diretor artístico do Festival, o Maestro Marcelo de Jesus.

festival-de-opera-am 2“Essa edição conta com 95% dos artistas, prata da casa. São residentes, amazonenses, artistas que moram em manaus, que vão desde a filarmônica, Coral do Amazonas, coral infantil até os solistas. Então é uma inversão total do primeiro festival, quando a grande maioria era só de estrangeiros, inclusive da produção. A produção que vai ser feita foi construída em Manaus”, afirmou Marcelo de Jesus.

Entre as estrelas da noite de abertura, as sopranos Miriam Abade e Dhijana Nobre, de Manaus, e o solista Emanuel Conde, de Manacapuru, formado no curso da Universidade do Estado do Amazonas  (UEA). Eles brilharam no espetáculo entre os astros principais de “Contos Líricos”, que tem direção cênica de Edison Vigil.

Experientes e conquistando projeção no meio artístico, eles destacam o papel do Festival de Ópera na solidificação do espaço artístico nacional. “É maravilhoso. A nossa recompensa por poder fazer parte da coisa acontecendo. Não há nada mais gratificante do que se sentir valorizado”, ressaltou Dhijana sobre o Festival de Ópera.

festival-de-opera-am 3O secretário estadual de Cultura, Roberio Braga, destacou o apoio da iniciativa privada para a realização do evento e disse que o Festival de Ópera alcançou maturidade e está sendo executado com produção técnica, artística e musical formada pelo governo estadual. O corpo de artistas e técnicos profissionais é composto de mais de 400 pessoas.

Braga afirmou que a busca é pela criação de alternativas de turismo econômico. “Precisamos abrir uma janela econômica.  Essa é uma procura do governador José Melo de criar uma nova opção através do turismo cultural. E nisso, nos vamos insistir”, disse.

Com programação prevista para acontecer no Teatro Amazonas, Teatro da Instalação e Centro Cultural Palácio da Justiça, o Festival Amazonas de Ópera deste ano terá algumas modificações estruturais e muitas parcerias, que darão ao evento o mesmo brilho que sempre teve em edições anteriores.

festival-de-opera-am 4Espetáculo de abertura, “Contos Líricos” reúne trechos de seis óperas – Norma, A Flauta Mágica, Carmen, A Raposinha Esperta, Poranduba e Turandot – com cenários e figurinos que ajudam a contar as histórias e, ainda, a participação especial do Coral Infantil do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro.

Ingressos – Os ingressos para o XIX Festival Amazonas de Ópera, que já podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Amazonas e nositewww.bestseat.com.br, estão com preços bem acessíveis em relação aos últimos festivais, com apresentações gratuitas e pagas, com valores que variam entre R$ 2,50, meia entrada, e R$ 50.

Roberto Brasil