Com investimento de R$ 362 mi, o Governador José Melo lançou Plano Safra Amazonas 2015-2016

By -
Desenvolvemos um plano para alavancar a atividade produtiva envolvendo todos os aspectos da produção, afirmou José Melo

Desenvolvemos um plano para alavancar a atividade produtiva envolvendo todos os aspectos da produção, afirmou José Melo

Da Redação – Com um investimento de R$ 362 milhões para o setor primário do Estado do Amazonas, o Governador José Melo lançou hoje (17) o Plano Safra 2015-2016, no Centro de Convenções, localizado na avenida Constantino Nery, zona Centro-Oeste de Manaus. O Secretario da Sepror, Sidney Leite, foi o responsável pelo trabalho e participaram do evento a primeira dama do Estado, Edilene Gomes de Oliveira, o deputado federal Atila Lins, deputados estaduais, vereadores e Goreth Garcia representando ao Prefeito de Manaus, além de secretários, parceiros, trabalhadores rurais, entre outros.

O plano Safra deve atender cerca de 8 mil produtores com assessoramento e extensão rural ao fomento e o valor a ser aplicado representa um incremento de 65% no orçamento destinado à Sepror em 2014. As instituições parceiras como o Instituto Federal do Amazonas (Ifam), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e outras firmaram convênios e protocolos de intenções para a execução do plano.

“Desenvolvemos um plano para alavancar a atividade produtiva envolvendo todos os aspectos da produção, desde insumos para correção do solo, mecanização, assistência, crédito agrícola e o apoio na ponta, para que essa produção chegue ao mercado e melhore a renda de centenas de famílias que vivem da atividade, sobretudo no interior do Estado”, afirmou José Melo.

safra-2015-e-2016_3“O investimento é para fomento e crédito. É um plano que contempla 12 mil hectares para o trabalho mecanizado. O calcário será explorado por ser um insumo para a produtividade, vamos financiar os tratores e esta voltado para o pequeno produtor cuidando da floresta”, disse o Secretario da Sepror, Sidney Leite.

“Este plano é muito importante porque os ribeirinhos estão saindo de uma grande enchente e devem voltar a crescer, pela primeira vez temos um plano integrado, desde a produção de mel até a produção de gado e cuidando do meio ambiente”, disse o Governador, José Melo. Destacou ainda a parceria com o Banco do Brasil, Caixa Econômica, Banco do Povo e outras entidades que garantem o financiamento para os produtores.

Informou também que o estado tem capacidade de endividamento. Afirmou que os convênios serão cumpridos. “Cada um deve aportar em benefício da população. Temos vários empréstimos ja pré-aprovados, como a Cidade Universitária, projeto de asfalto e caminhos vicinais, psicultura, projetos habitacionais e outros”, declarou.

safra-2015-e-2016_4“Reafirmamos o compromisso de apoiar todos os setores, já foi aplicado 1 bilhao ano ao setor primario, 40 milhões para a agricultura familiar e temos mais cem para serem aplicados, o Governo do Estado pode contar com nossa parceria”, declarou o representante do Banco da Amazônia, Miguel Simões.

Por sua vez, o secretário de Políticas Agrárias, Milton Suarez, disse ser necessário haver união entre a sociedade civil, trabalhadores rurais e o Governo do Estado para produzir mais alimentos de qualidade, especialmente na psicultura.

Em representação da Aleam, o deputado Orlando Cidade disse ser este o momento de maior alegria, pois está se trazendo o desenvolvimento para o Amazonas, investindo na produção primaria em tempo de crise e que poderemos exportar num futuro a outros estados.

safra-2015-e-2016_2O deputado Federal, Atila Lins afirmou estar “satisfeito de estar aqui, vemos que a crise tem parado o Brasil, mas o Governador do Amazonas, José Melo lança estas medidas positivas em beneficio dos produtores rurais”, e reafirmou sua certeza de tempos melhores para o estado.

“Fico feliz de ver que o Governo do Amazonas anuncia soluções que irão impactar de forma positiva aos produtores rurais, o Prefeito de Manaus, Artur Neto, esta feliz de fazer parte desta parceria”, salientou a primeira dama do município, Goreth Garcia.

Psicultura

Para a produção de peixe em cativeiro, a Sepror esta viabilizando projetos que contemplem a criação em tanques rede, nova tecnologia utilizada no aproveitamento de potencial de reservatórios hidrelétricos, como Balbina, em Presidente Figueiredo, onde serão cultivados 60 hectares de áreas aquícolas e garantirão 18,6 mil toneladas de peixe no primeiro ano de programa. Para a pesca manejada do Pirarucu que em 2014 alcançou 1.625 toneladas e contou com o trabalho de mais de 3 mil pescadores serão destinados R$ 4 milhões. (Texto e Fotos: Mercedes Guzmán)

Roberto Brasil