Com estradas e casas alagadas Boa Vista é a 23ª cidade a entrar em estado de emergência

By -

O alto índice pluviométrico fazendo subir o nível das águas dos principais rios e afluentes da Cidade de Boa Vista do Ramos causaram  inundações graduais no meio urbano e rural, alagamento de estradas vicinais, isolamento de várias comunidades, e sérios prejuízos como perda de bens materiais, desabrigando moradores, levou o prefeito Amintas Júnior Lopes Pinheiro (PMDB) a decretar no inicio da semana a situação de emergência para evitar mais estragos.

Amintas Junior que é médico de profissão alertou ao BLOGdaFLORESTA, que a alagação  também traz a ameaça potencial de epidemias de doenças por veiculação hídrica consequência da instabilidade ambiental, tanto na elevação e principalmente na descida do nível dos rios que acometem a população ribeirinha.

“ A Comissão de Ajuda aos Alagados detectou a perda de plantações, culturas primárias e permanentes, criações de animais de pequeno, médio e grande porte, além dos transtornos para manter a salvo esses animais, porque os ribeirinhos devem fazer as marombas”, diz Amintas.

O prefeito manterá contato com o governador Omar Aziz (PSD), com o vice-governador José Melo (PMDB) e com a secretária de governo Rebecca Garcia e vai apresentar um relatório sobre a situação da cidade.

Conforme dados da Defesa Civil Estadual Boa Vista do Ramos é a 23º Cidade a decretar estado de emergência no Amazonas.  Estão na lista de municípios com situação de emergência Canutama, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Santo Antonio do Içá, Manaquiri, Jutaí, Anori, Anamã, Fonte Boa, Amaturá, Tonantins, Parintins, Envira, Eirunepé, Guajará, Ipixuna, Carauari, Itamarati, Apuí, Boa Vista do Ramos, Barreirinha, Manacapuru, Maraã, Japurá, Tefé, Uarini, Urucurituba, Juruá, Coari, Iranduba e Manaus. São mais de 150 mil pessoas afetadas, afetando 30 mil famílias. /// Hudson Lima.

Redação