Com baixa arrecadação nas campanhas, Congresso pode discutir nova captação de recursos

By -

chovendo-dinheiro

Com o fim do financiamento privado de campanha, os candidatos não encontram solução para custear os altos custos das eleições. Passado o pleito deste ano, o Congresso pretende discutir nova maneira para arrecadar recursos. Entre os tucanos, a ideia é fazer um modelo híbrido, que misture financiamento público com privado – desde que tenha um teto destinado pelos empresários.

Os partidos, no entanto, apostam que o caminho é aumentar o fundo partidário, que gastou R$ 819 milhões em 2016. Em tempo de crise, o distinto contribuinte pode pagar a conta da eleição de suas excelências.

Mario Dantas