Com as fortes chuvas mais um telhado e prédio da Santa Casa ameaça desabar

By -

santa casa

Mário Frota: “Quero, mais uma vez, de coração, fazer um apelo emocionado ao governador do meu Estado, o meu amigo José Melo, para que olhe com mais carinho para as precárias condições em que se encontra o prédio da Santa Casa de Misericórdia de Manaus. Por favor, governador, não deixe a Santa Casa morrer”.

O prédio histórico da Santa Casa de Misericórdia, construído 1880, antes do Teatro Amazonas (1883), está com sua estrutura comprometida e deve desabar a qualquer momento se não forem tomadas as devidas providências para a sua recuperação. Hoje (12), cedeu o telhado de mais um pavimento da sua estrutura, motivado pelas fortes chuvas que caíram na capital do estado.

Ao longo dos últimos oito anos, o vereador Mário Frota vem travando uma batalha para reabrir a Santa Casa, chamando a atenção das autoridades do setor de saúde e da sociedade constituída para a necessidade de revitalizar o prédio do hospital que já foi referência em toda a região e que agora está com suas atividades paralisadas há mais de nove anos em função de dívidas com fornecedores, serviços e encargos trabalhistas. Seus equipamentos já foram roubados, outros estão obsoletos e suas instalações estão em ruínas.

Mário Frota vinha realizando, sistematicamente, várias atividades com o propósito de reabrir a Santa Casa por ser único hospital localizado no centro de Manaus, com capacidade para atender pacientes dos bairros adjacentes e do interior do Amazonas.

“Quero, mais uma vez, de coração, fazer um apelo emocionado ao governador do meu Estado, o meu amigo José Melo, para que olhe com mais carinho para as precárias condições em que se encontra o prédio da Santa Casa de Misericórdia de Manaus. Por favor, governador, não deixe a Santa Casa morrer”, apela Mário.//Roberto Pacheco

 

Mario Dantas