Clima pacífico marca jogo Brasil X Colômbia na Arena

By -

arena-brasil-e-colombia-1Mais de 36.609 pessoas acompanharam Brasil X Colômbia na noite de terça-feira, 6 de setembro, na Arena da Amazônia, em Manaus. Para a partida pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, o governo do Amazonas colocou em campo um forte esquema de segurança que garantiu o clima pacífico aos torcedores.

arena-brasil-e-colombia-4A operação começou a ser executada no início do mês. Aproximadamente 1,5 mil servidores das áreas de segurança e saúde estão envolvidos. Além da Arena da Amazônia, o radar operacional incluiu os dois estádios usados para o treinamento das equipes e os hotéis onde as delegações estão hospedadas.

arena-brasil-e-colombia-2Coordenador executivo de Planejamento e Gestão Integrada de Segurança, coronel Dan Câmara destaca que o trabalho estratégico segue os mesmos moldes adotados para eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Além do policiamento ostensivo, a ação é, sobretudo, de inteligência, com monitoramento rigoroso e a varredura contínua por policiais. Desde o dia 1º, o Centro de Comando e Controle está ativado com a missão de coordenar a operação.

arena-brasil-e-colombia-3“Fazemos controle de acesso de pessoas e atuamos como polícia preventiva, ostensiva e judiciária interagindo com todos os outros órgãos de saúde e proteção que estão prestando serviço aqui na Arena”, afirmou Câmara. Um total de 36 órgãos participam da operação, incluindo o Manaustrans, responsável pelo trânsito.

arena-brasil-e-colombia-5Organização – Com o clima de tranquilidade, o público pode torcer à vontade. A microempresária Raquel Assayag, 32, trouxe um grupo de amigos do Acre e elogiou o trabalho da segurança. “Eu achei tudo organizado, muito bem feito, super tranquilo. Me surpreendi e quero vir nos próximos jogos, porque além de tudo nossa Arena é linda”, disse.

arena-brasil-e-colombia-6O governador em exercício, Flávio Pascarelli, acompanhou a partida e comemorou o êxito de mais um grande evento sediado na Arena da Amazônia. “É importante para o Amazonas ter um jogo desse nível de eliminatória e isso mostra uma atitude democrática da CBF”, frisou.

Roberto Brasil