Citado por Machado, Ministro do Turismo pede demissão do cargo

By -
Henrique Eduardo Alves é o terceiro ministro de Temer a deixar o governo Temer

Henrique Eduardo Alves é o terceiro ministro de Temer a deixar o governo Temer

Citado na Lava-Jato, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, pediu demissão nesta quinta-feira. Sem maiores explicações, a informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Alves é a terceira baixa do governo do presidente interino Michel Temer. Antes dele, Romero Jucá e Fabiano Silveira, do Planejamento e da Transparência, respectivamente, deixaram o governo Temer também devido a citações ou declarações relativas à operação.

No acordo de delação premiada, Sérgio Machado disse que intermediou o pagamento de R$ 1,55 milhão para Henrique Eduardo Alves. Segundo ele, o dinheiro teve como origem contratos entre a Queiroz Galvão e Galvão Engenharia com a Transpetro.

Durante um determinado período, Henrique Eduardo Alves fez lobby para a Transpetro contratar determinadas empresas de tecnologia e serviço, mas os negócios não avançaram. Pelo relato, o ministro era insistente na busca de doações. “Ele (Henrique Eduardo Alves) ligava diversas vezes para a Transpetro e o depoente ligou algumas vezes para ele”, disse Machado.

Próximo de Temer, Henrique Eduardo Alves também foi ministro do Turismo no governo da presidente afastada Dilma Rousseff. Antes mesmo da ruptura entre o PMDB e o governo da petista, Alves pediu demissão, em março deste ano.

]Com Agência O Globo[

Roberto Brasil