Chico Preto: Cidades Inteligentes

By -

Dep. Chico Preto

Assistimos a filmes de ficção científica em que tudo é resolvido por meio da tecnologia. Pois bem, um novo conceito de cidade tem transformado a ficção em realidade. Refiro-me às cidades inteligentes que aproveitam as tecnologias para ajudar a solucionar os problemas urbanos. Ora, Manaus tem potencial para se tornar cidade inteligente. De imediato, precisamos traçar um  Planejamento Estratégico com seis grandes objetivos que o próximo prefeito deva “perseguir” para melhorar a prestação dos serviços públicos.  Na sua opinião,  leitor, quais devem ser esses objetivos?
A meu ver, um desses objetivos seria a mobilidade urbana. Poderíamos instalar sensores subterrâneos para detectar as condições de tráfego e reprogramar os semáforos, desafogando o trânsito.  É comum semáforos verdes quando não há carro e vermelho onde há engarrafamento. Também é possível instalar sensores em vagas de estacionamento, uma espécie de desburocratização da Zona Azul, para monitorar os lugares disponíveis e avisar aos motoristas, por meio de um aplicativo, quais são as ruas onde é mais fácil estacionar, evitando o estresse e resultando em economia de tempo e dinheiro.
Além disso, nas áreas onde foram construídas ou pintadas as ciclovias, poderíamos disponibilizar o aluguel de bicicletas com GPS para incentivar a movimentação de pessoas, seja a serviço,  seja a passeio, sem utilizar carro ou ônibus.  Isso não é ficção científica, é investimento em capital humano-social e boa gestão dos recursos públicos.

Deus abençoe o Amazonas!

Chico Preto

Áida Fernandes