Cerca de 10 mil servidores irão atuar no Plano de Segurança das eleições

By -

Cerca de dez mil servidores dos órgãos do Sistema de Segurança Pública do Amazonas, Forças Armadas, além de órgãos federais, estaduais e municipais atuarão nas eleições suplementares no domingo (6). 

A informação foi repassada pelo secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, na manhã desta quinta-feira (3), durante coletiva de imprensa para apresentação do Plano Tático Integrado de Segurança, que tem como objetivo coibir crimes eleitorais e manter a segurança e a ordem nos locais de votação em todo o Estado.

O Plano é validado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), sendo coordenado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e aplicado em Manaus e nos demais 61 municípios do Estado, contemplando ainda, ações para inibir propaganda eleitoral irregular, compra de votos, segurança de urnas e dos eleitores. “Estaremos interligados com o coordenador maior do processo que é a Justiça Eleitoral, onde buscamos as orientações e as diretrizes do que é mais importante nas eleições”, afirmou Sérgio Fontes.

Participaram da coletiva, o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, o comandante geral da Polícia Militar do Amazonas, coronel David Brandão, o delegado-geral da Polícia Civil, Frederico Mendes, o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Leonel Feitosa, e o representante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, tenente-coronel Orleilson Muniz.

Monitoramento

Nessas eleições serão utilizadas 284 câmeras para o monitoramento do pleito eleitoral, sendo 272 delas em Manaus e mais 12 em Presidente Figueiredo, tudo coordenado no Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM). Nos demais municípios, o CICC atuará com o modelo de Célula Integrada de Coordenação Operacional (Cicop), que contará com representantes das Polícias Civil e Militar e do TRE-AM.

Tropas enviadas

O comandante geral da Polícia Militar do Amazonas, coronel David Brandão, destacou que, desde a última segunda-feira (31), as tropas da PM foram deslocadas para reforço nos municípios. “Nossos oficiais passaram por uma capacitação para atuar nas eleições suplementares, tornando-se multiplicadores para que legislação seja cumprida e a ordem mantida em todo o Estado”, disse o comandante.

A Polícia Civil reforçará o regime de plantão nas delegacias em Manaus e no interior do Estado, segundo garantiu o delegado-geral Frederico Mendes. “A nossa polícia judiciária está preparada e com o reforço de delegados, escrivãs e policiais civis em Manaus e no interior”, afirmou.

O diretor-presidente do Detran, Leonel Feitosa, destacou a forte fiscalização do órgão, principalmente, na Região Metropolitana de Manaus. “Na realidade, nas eleições anteriores o transporte coletivo era gratuito para a população, esse ano a população terá que pagar. Então, nós fizemos um planejamento todo especial para detectar esse tipo de transporte ilegal de eleitores, não só aqui na cidade, mas também em diversos municípios do Estado do Amazonas”, afirmou.

Ainda nesta sexta-feira (4) acontecerá à ativação do Centro Integrado de Comando e Controle Estadual do Amazonas, em Manaus, e do CICC Municipal localizado em Presidente Figueiredo. O Centro de Comando e Controle funcionará até o final do pleito no domingo, atendendo todas as ocorrências e denúncias encaminhadas.

Além do CICC, uma estrutura será montada na sede do TRE-AM, onde estarão representantes de cada instituição envolvidas na operação das eleições suplementares. Entre os órgãos que atuarão no dia das eleições, estão a SSP-AM, as Polícias Civil e Militar do Amazonas, Corpo de Bombeiros do Amazonas, Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), a Polícia Federal, Exército Brasileiro, Marinha do Brasil e Força Aérea Brasileira, Manaustrans, Conselhos Tutelares e demais órgãos estaduais e municipais.

Roberto Brasil