Centro de Reabilitação da Policlínica Codajás faz a entrega de cadeiras de rodas motorizadas e outros equipamentos

By -

cadeira

Nesta segunda-feira (21), a Policlínica Codajás, da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), realiza, às 10h, a entrega de cadeiras de rodas motorizadas e outros equipamentos para usuários inscritos no Centro Especializado em Reabilitação (CER III), que funciona na unidade (localizada na rua Codajás, 26, Cachoeirinha). A ação foi programada para marcar o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, comemorado nesta data. O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, destaca que o CER já realizou, de janeiro a agosto deste ano, 30.762 atendimentos – considerando as consultas nas várias especialidades que integram a equipe multidisciplinar do serviço – e fez a entrega de 42,2 mil equipamentos e produtos de prevenção e reabilitação (para deficientes visuais, auditivos, estomizados e com problemas ortopédicos).

O diretor da Policlínica Codajás, Fabio Manabu Shimizu, ressalta o caráter integral do CER III, enfatizando que a entrega de equipamentos é apenas parte do processo de atendimento. Segundo ele, a base do serviço é composta pelos módulos de ação Ocular, Auditivo, Ortopédico e Estomizado, por meio dos quais os usuários do serviço recebem o acompanhamento de equipe multiprofissional (médicos especialistas, enfermeiros, fisioterapeuta, psicólogo, nutricionista, fonoaudiólogo e serviço social).  “O programa é executado sempre na perspectiva de atender melhor aos usuários que o buscam. Está em curso, inclusive, o processo de reforma para ampliação e modernização da estrutura física do CER, e a aquisição de novos e modernos equipamentos, visando a elevar a quantidade e a qualidade dos atendimentos”, afirmou.

De acordo com o diretor, nesta segunda-feira, serão entregues nove cadeiras de roda motorizadas e 12 bengalas articuladas (estas, para deficientes visuais). “Esse tipo de cadeira de rodas tem um custo médio de R$ 8 mil e trata-se de um dos equipamentos de maior valor concedidos a usuários do Módulo Ortopédico do CER”, explicou Fábio Shimizu.

Supervisora do CER III, a enfermeira estomaterapeuta Josenira Almeida, explica que as pessoas com solicitação para cadeiras de rodas e demais equipamentos disponibilizados pelo serviço, passam por uma avaliação multiprofissional, conforme o protocolo estabelecido pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec), do Ministério da Saúde. “Esses usuários têm que preencher critérios estabelecidos pelo Conitec, que considera os níveis funcional e de mobilidade do paciente. Ao receber o equipamento prescrito pelo médico, o paciente tem toda a orientação sobre como utilizá-lo, além do acompanhamento durante o período de adaptação de uso.

Programação – além da entrega dos equipamentos, a programação organizada pelo CER III da Policlínica Codajás para marcar o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, incluirá a execução da música “É preciso saber viver”, de Roberto e Erasmo Carlos, interpretada na Língua Brasileira de Sinais (Libras). Haverá, ainda, uma dinâmica de grupo, coordenada pela psicóloga Grace Araújo, e a mensagem proferida pelo usuário do serviço, Jorge Balbino Leal. 

Mario Dantas