Casamento coletivo mobiliza ação social na comunidade Purupuru, no Careiro

By -

acao-social-purupuru-careiro-blogdafloresta 05Da Redação – O casamento coletivo realizado pela Terceira Igreja Presbiteriana Independente de Manaus foi realizado neste sábado (18), no Ginásio da Escola Darlison Azevedo de Lemos, localizada na avenida Nunes de Melo no Distrito Purupuru, do município do Careiro (a 100 quilômetros da capital), em parceria com os Amigos Solidários que disponibilizaram serviços de embelezamento, saúde, entre outros.

Casamento coletivo

casamento-coletivo-purupuru-careiro-blogdafloresta-colagem 01Foram ao todo 27 casais que tiveram os documentos aprovados para o casamento religioso com efeito civil e os custos cartoriais no valor de R$ 260 (cada), bancados pela Igreja Presbiteriana.  “A preocupação foi  oficializar a união dessas pessoas que, em muitos casos, têm bastante tempo juntas, legalizando esse direito e abençoando seus casamento, dando esta oportunidade como membros da igreja e servos de Deus”, afirmou o pastor Luís Carlos Silva Correa.

Massoterapia: o serviço mais procurado pelas mulheres

acao-social-purupuru-careiro-blogdafloresta 03Um dos serviços mais procurados na ação social foi o do massoterapeuta Cézaro Concolato. “Cerca de 70% são de mulheres acima dos 40 anos, sendo 50% por conta do estresse na região superior (cabeça e ombros) e 50% na parte pélvica (cadeiras e má circulação nas pernas). No interior as mulheres realizam muito esforço pelo trabalho físico e alimentação inadequada e nas cidades o problema é por conta dos exercícios repetitivos e má postura”, informou. Ele orientou que seja consumido mais peixe grelhado ou cozido, pois contém ômega 3, bem como verduras e frutas e nos casos específicos de dores musculares, de coluna, entre outros, o acompanhamento de um profissional da área.

acao-social-purupuru-careiro-blogdafloresta 02A Oftalmologista cubana, Jaqueline Rui Gonzales, atendeu a crianças e adolescentes a partir dos 05 anos e disse “no interior do estado os casos de defeitos refrativos, miopia, hipermetropia e astigmatismo são registrados e oriento para realizar uma consulta periódica com o especialista em oftalmologia”. Alertou ainda que “defeitos visuais afetam o aprendizagem escolar pelo déficit visual não compensado, por isso é importante prevenir realizando uma consulta”. O trabalho de oftalmologia foi realizado em parceria com a Ótica Fénix.

A coordenadora dos Amigos Solidários, Rosa Alice Nobre agradeceu aos membros da Igreja Presbiteriana e informou que serviços de saúde como preventivo e de higiene bucal foram disponibilizados assim como de identificação por conta da Policia Civil.

acao-social-purupuru-careiro-blogdafloresta 04Falta de segurança na comunidade

Os moradores reclamam da insegurança e denunciam crimes de estrupo cometidos na comunidade, para os quatro mil habitantes apenas há 2 ou 3 policiais. “Não tem policiamento, a delegacia vive fechada e as crianças são obrigadas a ir da casa para igreja, não tem mais que estar saindo por conta dos crimes que acontecem, a visita do Conselho tutelar não é frequente e as meninas aos 13 anos estão buchudas, mesmo assim ainda é melhor a vida no interior,  pois na cidade se não tiver dinheiro não tem nada”, assim relatou Fabiane Rodrigues da Mota, moradora há seis anos na comunidade do Purupuru.

acao-social-purupuru-careiro-blogdafloresta 01Tereza de Souza, moradora há 10 anos na comunidade do Purupuru, denunciou a falta de segurança para a população nesta zona rural e que nos casos dos crimes de estrupo devem ser tomadas as providencias necessárias. “Tem que ter delegado. Tem que ter policia. Tem que ter reforço para a segurança”, salientou.

acao-social-purupuru-careiro-blogdafloresta 06A população vive da agricultura, pesca e comércio. O vereador Carimbo (PRP), um dos representantes da comunidade, informou ao Blog da Floresta a respeito dos crimes de estrupo e que as denúncias já foram encaminhadas ao Conselho Tutelar para estes casos serem apurados.

Escola precisa de transporte para os alunos

acao-social-purupuru-careiro-blogdafloresta 07O professor e diretor da Escola Darlison Azevedo de Lemos, Isauro Araújo, informou que a instituição atende a 450 crianças do 1º ao 5º ano. O estabelecimento de madeira contou com uma pequena reforma (climatização das salas) e também foi construído um ginásio no local. “O Prefeito de Careiro prometeu construir uma escola de alvenaria, mas o maior problema é o transporte escolar para os alunos que tem de pegar duas conduções (balsa e ônibus). Outra dificuldade é a falta de acompanhamento dos pais na educação dos filhos, pois alguns ainda pensam que isso é trabalho apenas da escola”, salientou o gestor. (Texto e Fotos: Mercedes Guzmán)

Roberto Brasil