Carreta da Mulher atende no Distrito Industrial

By -

Nesta segunda-feira (13), seguindo as homenagens pelo Dia Internacional da Mulher, a Unidade Móvel de Saúde da Mulher estará atendendo na Suframa até o dia 22 de março a população do Distrito Industrial de Manaus. A abertura oficial dos serviços foi durante a ação social na sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus organizada pelas Secretarias Municipais de Saúde (Semsa), Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh) onde foram disponibilizados serviços de embelezamento, saúde, esporte e outros em parceria com os Amigos Solidários.

Na oportunidade, participaram a Superintendente da Suframa, Rebeca Garcia, o Secretario da Semasdh, Elias Emanuel, a Subsecretaria de Politicas Afirmativas para as Mulheres, Socorro Sampaio e representantes da Semsa, Semjel, e Fieam entre outros.

A Unidade Móvel de Saúde da Mulher, a ‘Carreta da Mulher’ disponibiliza neste mes de março exames de ultrassom, mamografias e preventivos e segundo a Enfermeira, Aderlania Costa são quatro Carretas na capital que disponibilizam 1.100 ultrassons, 800 mamografia e 2.700 exames preventivos para as pessoas do sexo feminino. “as senhas são distribuídas as 07h, as mulheres devem apresentar o requerimento do médico e para a mamografia e preventivo não precisa, mas os documentos exigidos são: identidade, CPF, carne do SUS e comprovante de residente”, salientou.

Empoderamento da mulher

Na oportunidade a Superintendente da Suframa, Rebeca Garcia disse “a pesar de todas as dificuldades há um empoderamento da mulher, sou a segunda mulher nesta função em cinquenta anos, podemos demostrar que a mulher é tão capaz quanto o homem, somos diferentes em quanto gênero, mas somos iguais de competentes. Na Suframa a metade dos funcionários são mulheres e a Carreta da Mulher estará atendendo também os moradores do Distrito Industrial, queremos assim chamar a atenção para o fato da mulher cuidar da sua saúde”.

“São 1.300 casos de violência registrados na Delegacia da mulher no mês de dezembro nesta capital” disse Socorro Sampaio chamando a atenção para esta problemática social. (Mercedes Guzmán)

Roberto Brasil