Capacidade de fornecimento de energia será triplicada em Presidente Figueiredo

By -

A partir de outubro, Presidente Figueiredo terá triplicada a sua capacidade de fornecimento de energia elétrica, o que será possibilitado pela implantação de um novo transformador na subestação que abastece o município. O equipamento tem potência de 55 megawatts, quatro vezes mais do que é oferecido hoje à cidade (15 megawatts). O projeto do Executivo municipal, realizado em parceria com a Eletrobras, fará com que toda a extensão territorial seja atendida. O gerador chegou à cidade na tarde de ontem (22) de São Luís (MA).

Conforme o prefeito Romeiro Mendonça, além de aperfeiçoar o serviço de distribuição de energia aos cidadãos, essa melhoria também atrairá indústrias para atuarem no município, já que com uma capacidade reduzida há insegurança por parte das empresas em relação ao perfeito funcionamento de suas atividades.

“Esse era o grande gargalo da indústria na nossa cidade. Mas agora, em um breve espaço de tempo, teremos essas empresas funcionando a todo vapor. Poderemos fazer parcerias com a iniciativa privada que, uma vez instalada aqui, contará com uma energia de qualidade, gerando os empregos tão desejados pela nossa população”, declarou o prefeito.

O vice-prefeito Mário Abrahão lembra que o município esperava há doze anos por esse avanço. “Finalmente temos uma subestação à altura das nossas necessidades. É uma grande vitória em oito meses de mandato”, concluiu.

O diretor-presidente da Amazonas Geração e Transmissão de Energia, do Sistema Eletrobras, Wady Charone, reforça que as empresas terão a garantia de que Presidente Figueiredo possui capacidade de atendimento às suas demandas. “Isso passa a ser um atrativo para empresas de fora que queiram se instalar aqui e também uma certeza de que não terão problemas com energia”, afirmou.

De acordo com o engenheiro eletricista Rubens Seixas, o processo de instalação do novo transformador requer cuidados e levará o tempo necessário para ser acoplado à subestação da maneira mais segura para funcionar plenamente.

“Iremos substituir o transformador existente e para isso faremos uma série de obras para adaptar e ajustar o espaço físico ao tamanho desse novo gerador. Também implantaremos um sistema de proteção digital e outros itens necessários como para-raios e cabos especiais, feitos sob encomenda. Até o final de outubro finalizaremos a instalação”, afirmou Seixas.

*Com informações da assessoria

Roberto Brasil