Candidato faz entrega da prestação de contas de campanha

By -

José Ricardo é o primeiro candidato a realizar a entrega parcial da prestação de contas

O Comitê de Combate à Corrupção e Caixa Dois recebeu em mãos a prestação de contas parcial da campanha do candidato José Ricardo (PT/AM). O documento repassado ao jornalista Wilson Reis, um dos coordenadores do comitê, deverá ser encaminhado ao presidente do Conselho Regional de Contabilidade – CRC, Manoel Júnior, que irá fazer análise, levando em consideração o que prevê a legislação sobre contas eleitorais. O ato ocorreu na manhã desta quinta-feira, 20, na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Amazonas – SJP/AM.

O candidato José Ricardo é o primeiro a realizar a entrega parcial da prestação de contas, tornando público os repasses e doações recebidos até o momento, bem como os gastos com a eleição. De acordo com o documento, o candidato recebeu R$ 118.950,00 entre doações de pessoas físicas e repasse do fundo partidário. Em contrapartida, apresentou como despesas pagas o valor de R$ 104.238,00, conforme o documento até a presente data.

“Acreditamos que os demais candidatos, por meio dos seus comitês de campanha, devem realizar o mesmo procedimento”, lembrou Reis. O artigo 28, da Lei Eleitoral 9.504/97 define como as candidaturas majoritárias e, inclusive, as proporcionais, devem proceder a fim de dar transparência sobre os recursos recebidos no financiamento da campanha eleitoral, assim como os gastos que realizarem, em sítio do criado pela Justiça Eleitoral. 

Falta de transparência

Nesta eleição suplementar no Amazonas, não houve tempo para garantir a criação do sítio eletrônico, pois segundo declarações do coordenador do TRE/AM, Hernam Batalha, o atraso nas informações financeiras está relacionado ao fato de que o Tribunal Superior Eleitoral – TSE não teve tempo hábil para modificar a plataforma eletrônica que comportaria as atualizações frequentes das informações financeiras.
Contas na Internet 

Em ofício encaminhado à presidência do TRE/AM, no último dia 13 de julho, o comitê solicitou que o tribunal orientasse os candidatos para que publiquem em seus sites ou blogs na internet os valores arrecadados e gastos na campanha, tornando pública as receitas e despesas ao eleitor e  garantindo transparência nas ações desenvolvidas pelas chapas em disputa ao governo do Amazonas. 

Roberto Brasil