Candidato do PCdoB será definido após formatação de blocos de outros campos políticos

By -

images

A definição do nome que vai disputar a prefeitura de Manaus em 2016 pelo PCdoB vai depender da formatação dos outros blocos que comporão a disputa e dos desdobramentos da grave crise por qual passa o pais.

A afirmação é do presidente do diretório municipal do partido, Antonio Levino, reeleito ontem durante a 5ª Conferência municipal da sigla.

Levino acredita que vários fatores conjunturais pesarão no ano que vem,
sendo a crise política e econômica nacional o mais relevante, porque provoca um quadro instável e perigoso que pode, inclusive levar a um ruptura institucional que ameaça o próprio mandato da presidenta Dilma.

Na melhor das hipóteses poderá fazer com que a disputa eleitoral seja pautada por uma agenda nacional deixando de lado as questões locais.

Outro dado relevante do contexto político é a reforma política que reduziu o tempo de duração da campanha política, proibiu as doações de empresas para os candidatos e restringiu os tipos de materiais de campanha.

“Isso tudo pode alterar as condições de disputa equilibrando as chances dos candidatos, mas, também favorece as lideranças mais conhecidas que tem redutos eleitorais e atuam em nichos específicos”, afirma.

Para enfrentar a disputa majoritária em qualquer condição é que lançamos quatro Pré-candidatos (Vanessa, Eron, Alessandra e Yan).

Já para a disputa proporcional, o PCdoB definiu que terá chapa própria de 62 nomes com a meta de reconquistar a representação na câmara municipal com dois ou mais vereadores.

Mario Dantas