Campeãs da 5ª Corrida Mulher são premidas com trofeús, medalhas e aplausos

By -

corrida-da-mulher-01A 5ª edição da Corrida da Mulher, evento que reuniu mais de duas mil mulheres na tarde do último sábado, 9, para correr na Ponta Negra tem três novas campeãs, o suor e os aplausos calorosos das demais participantes que elogiaram a realização do evento pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel) em comemoração ao Dia das Mães, celebrado neste domingo.

corrida-da-mulher-02As novas campeãs da corrida são Juliana Gusmão, que fez o percurso de cinco quilômetros em 17m05s, Jéssica Santos, com 17m24s, em segundo e em terceiro lugar, Márcia Magalhães, com 19m02s. Elas receberam as premiações entregues pelo secretário Sildomar Abtibol, titular da Semjel, da primeira-dama e secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos, Goreth Garcia, das secretárias municipais de Educação, Kátia, de Comunicação, Mônica Santaella e a diretora-presidente da Escola de Serviço Público Municipal (Espi), Luiza Besa Freire. As três digirentes participaram também da corrida no Anfiteatro do Complexo Turístico Ponta Negra.

corrida-da-mulher-03A secretária Goreth Garcia destacou a realização da corrida como um momento especial, por ter sido este ano na véspera do Dia das Maes.”Trabalhar a inclusão pelo esporte é a melhor alternativa e estamos aqui todos juntos por Manaus e pelas mulheres”, afirmou Goreth. Ela prestou homenagem à professora de Educação Física Maria das Graças Silva.

corrida-da-mulher-04O secretário Sildomar Abtibol agradeceu aos apoiadores e parceiros do evento, como as empresas All Pé, Água Crim, Seta, Tonus, Shopping Ponta Negra e o Sesi que acreditam e reafirmam o compromisso do prefeito Arthur Neto em manter essa atividade como uma forma de incentivar a prática de esportes. Além deste evento, Sildomar citou os quatro locais da cidade onde há o projeto Faixa Liberada, espaços organizados pela Prefeitura para a prática de atividades físicas. “A grande participação nesses eventos só confirmam a importância dessas iniciativas, que serão melhoradas pela administração, que tem a responsabilidade de preparar a cidade para as Olimpíadas”, afirmou.

Troféus para as campeãs, medalhas e flores para todas as participantes foram entregues sob aplausos de quem foi para a corrida para participar, como a dona de casa Eliana Mota Castilho, 54, que correu junto com as duas filhas,  Ana Cláudia, 36, e Ana Paula, 30. “Estamos já na terceira participação e gostamos muito”, disseram elas. A dona de casa Fátima de Andrade, 58, comemorou o dia do seu aniversário correndo. “Eu faço caminhada,mas me inscrevi para ver como era a gostei muito. Quero voltar no próximo ano”, afirmou, convicta.

corrida-da-mulher-06As campeãs já têm sua história marcada nas corridas. A primeira colocada, Juliana Gusmão, corre há dez anos e na segunda vez que participou da Corrida das Mulheres saiu-se vitoriosa. Ela participa de outros eventos semelhantes na cidade e costuma sair-se bem colocada. “Mas ganhar essa corrida aqui foi muito bacana, gostei muito”, comemorou. A segunda colocada, Jéssica Santos, que é tri-atleta, pois faz natação, corrida e ciclismo, corre há nove anos e já ganhou competições como a Corrida Tiradentes, entre outras. A terceira, Márcia Magalhães, corre há dez anos e já participou de quatro edições da Corrida da Mulher. “É muito gostoso participar dessa corrida porque homenageia a nós mulheres”, disse ela.

Cadeirantes – Esta edição da Corrida da Mulher teve a participação de  10 cadeirantes. O percurso teve como vencedora Carolina Rayane Correa Braga, 19, que junto ao pai, José Braga, fez bonito na competição chegando em primeiro lugar na primeira vez que participjá ou.

Grupos – Vários grupos de corredores, que nos últimos anos vêm se multiplicado na cidade, participaram do evento, como o “Loucos por Corrida”, que levou cerca de 80 participantes, entre as quais Solange Cruz, 56, já na terceira participação. Outro grupo que reuniu dezenas de corredoras foi o “Carmelo’s Rush Training, do qual participa Labibe de Souza Araújo, 30, que entrou no grupo há cerca de um “ano e não quer mais sair. “Correr é bom demais”, disse.

As idosas do Centro de Esporte e Lazer (CEL) do bairro Santa Etelvina, zona Norte, também foram mostrar que são boas de correr e caminhar. Vilma Oliveira, 61, disse que atividade física é um excelente remédio para melhorar a vida. De acordo com a diretora do CEL, Bárbara Patriarca, 27, cerca de 55 mulheres participam das atividades no centro, que tem a dança e a educação física como pontos fortes. “Não queremos ganhar, só participar”, explicou Beatriz de Freitas, 72, que desde os 49 realiza atividades físicas.

Roberto Brasil