Campanha orienta usuários quanto ao cálculo da conta de água

By -
O objetivo é o uso racional da água

O objetivo é o uso racional da água

Para deixar um alerta aos usuários dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário de Manaus, a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos (Arsam) dará início, a partir desta semana, à campanha “Aprenda a Calcular Sua Conta”. Coordenada pelo Departamento de Fiscalização de Saneamento, a campanha tem como objetivo orientar os usuários quanto ao uso racional da água, demonstrando, a cada visita domiciliar, a relação entre o valor pago e o volume de água consumido.

Esclarecimentos simples sobre a importância do hidrômetro e torneira boia, reservação de caixas d’água para o controle do consumo e o cálculo da conta são os primeiros procedimentos realizados pela Arsam nas fiscalizações de rua. Além disso, o percentual cobrado pelo serviço de tratamento de esgoto, se existente, também é esclarecido.

“Quando chegamos a casa de um usuário, a primeira providência é a análise das contas recebidas. Verificamos a média dos últimos meses de consumo e explicamos como a cobrança foi feita, se está correta ou não. Depois partimos para os problemas operacionais”, informou o engenheiro Carésto, chefe do departamento de fiscalização.

Além de medidas imediatas de economia, a campanha também incluiu o combate a vazamentos nas redes de abastecimento, através da redução do tempo de manutenções, sendo que a Arsam avisa e exige o reparo imediato à concessionária Manaus Ambiental. A Arsam também realiza o combate às ligações clandestinas, que acabam prejudicando a pressão da água em áreas mais altas, por exemplo.

Aprenda a calcular sua conta de água e esgoto –  Cada vez que uma torneira é aberta o hidrômetro entra imediatamente em ação. É o hidrômetro que registra a quantidade de água que o usuário consome. O hidrômetro, obrigatoriamente, possui um lacre que não deve ser violado, pois o perfeito estado do lacre assegura que não houve adulteração no marcador.

Fazer a leitura do hidrômetro é simples. O usuário deve anotar os quatro números pretos, localizados em sua parte esquerda (de uma sequência de seis dígitos), e desprezar os números vermelhos (localizado na parte direita da citada sequência). Um mês depois de fazer a anotação, o usuário voltará a consultar a numeração dos números pretos e fazer uma conta de subtração. O resultado desta equação indicará a quantidade de metros cúbicos consumidos durante este período.

Se na primeira leitura os quatro números pretos registrarem 0549, e um mês depois a nova numeração desta sequência for 0632, o usuário terá consumido: 0083 metros cúbicos de água no mês (00632 – 00549 = 0083). Se efetivo o serviço de esgoto, o valor cobrado corresponderá a 100% sobre o valor da conta de água.

Dicas para economizar

  • Reduzir a vazão das torneiras (diminuir a rotação do registro geral)
  • Reaproveitar a água já utilizada ou água de chuva para a limpeza de áreas externas.
  • Controlar vazamentos através de manutenção preventiva – um buraco no encanamento desperdiça cerca de três mil litros.
  • Utilizar a válvula de descarga corretamente e não jogar dejetos nos vasos sanitários.
  • Fechar bem as torneiras. Uma torneira aberta gasta de 12 a 20 litros de água por minuto.
  • Ensaboar louças ou roupas com a torneira fechada.
  • Utilizar a máquina de lavar quando estiver cheia – a cada lavagem gasta-se, em média 40 litros de água.
  • Lavar o carro com balde (para isso use a água da sobra da máquina) –com a mangueira no mínimo 600 litros de água serão consumidos.

Roberto Brasil