Campanha ‘Dezembro Vermelho’ oferece testes rápidos de Aids e Sífilis em Manicoré

By -

dezembro-vermelho-manicore-1A Coordenação do Programa de Combate às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), HIV, Aids e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde do município de Manicoré (SMS) realizou na praça da Bandeira, abertura da Campanha Dezembro Vermelho, já que o dia 1º é considerado Dia Mundial de Luta Contra a Aids. A partir desta data, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) ofertarão o teste rápido para HIV e Sífilis.

dezembro-vermelho-manicore-2Além da realização do teste, a campanha Dezembro Vermelho visa intensificar as ações educativas nos diversos espaços públicos, a exemplo de associações de bairros, escolas e outras organizações sociais. A Coordenação do Programa da SMS solicitou a inclusão do teste rápido para a Sífilis devido à importância epidemiológica deste agravo.

dezembro-vermelho-manicore-3Durante a abertura do programa aconteceu diversas apresentações e palestras de vários profissionais de saúde, os presentes participaram de uma gincana educativa. Teve entrega de preservativos.

dezembro-vermelho-manicore-6A Aids pode ser transmitida por meio de relação sexual, contato com sangue contaminado pela transfusão ou compartilhamento de seringas, por exemplo, e de mãe para o bebê durante a gestação, parto ou aleitamento (transmissão vertical).

dezembro-vermelho-manicore-5O Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi criado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com o apoio das Organizações das Nações Unidas (ONU), em 1987. As campanhas no Brasil começaram a ser realizadas pelo Ministério da Saúde desde 1988.

Nesta data, 1º de dezembro, é importante que cada um reveja sua postura em relação aos soropositivos e também utilize esse momento para informar-se a respeito da doença e de como ela pode ser evitada. O preconceito e a falta de informação são os principais problemas enfrentados pela luta contra a Aids.

O laço vermelho passou a ser usado como símbolo dessa luta a partir de 1991. Ele foi criado pela Visual Aids como uma forma de homenagear todas as pessoas que sofrem e morrem em decorrência da doença.

Roberto Brasil