Campanha “De olho no preço” entra em vigor em Manaus

By -
Ver. Álvaro Campelo

Ver. Álvaro Campelo

A partir desta quinta-feira  (13), o cliente que chegar na “boca do caixa” e ser cobrado com um preço maior do que o exposto na prateleira das grandes redes de supermercado de Manaus vai poder levar o produto de graça. A nova regra em defesa do consumidor manauense é o principal ponto da campanha “De olho no preço”, lançada na manhã de hoje, na Câmara Municipal de Manaus (CMM). “É mais uma ferramenta para a população fazer valer um direito que é assegurado por lei. A campanha é uma conquista do consumidor da capital amazonense”, afirmou o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal de Manaus (Comdec-CMM), vereador Álvaro Campelo (PP).

Antes, na hora do pagamento, quando a cobrança fosse majorada em relação ao preço praticado nas prateleiras, o consumidor era respaldado por lei a levar o produto pelo menor valor. Agora, ele leva a mercadoria de graça. No caso de a situação se repetir com vários produtos do mesmo tipo, somente o primeiro será grátis, enquanto que os demais serão cobrados pelo preço menor.

A campanha “De olho no preço” conta com a parceria de órgãos como a Defensoria Pública, o Proncon Municipal, o Procon Estadual, a Delegacia do Consumidor (Decon) e o Ministério Público Estadual (MPE).

Adesão

Ao todo, quatro das seis grandes redes de supermercados da cidade que haviam se comprometido a aderir à campanha assinaram o Termo de Cooperação entre os estabelecimentos e os órgãos de defesa do consumidor. São elas: Attack, Macro, Nova Era e Veneza. O Carrefour não assinou neste primeiro momento o documento, porém, comunicou que irá aderir à campanha. Por sua vez, a rede de supermercados DB não se manifestou sobre o assunto. “Alguns supermercados não estão participando inicialmente, mas pretendem apoiar a campanha, que está aberta para adesão de mais estabelecimentos comerciais”, salientou o presidente da Comdec-CMM.

Na avaliação da gerente do supermercado Nova Era, Maria Suelda Ferreira de Carvalho, a campanha “De olho no preço” vem agregar ao trabalho que a empresa realiza para prestar um serviço de qualidade aos clientes. “Por ser focado em atendimento, o Novo Era aderiu a essa campanha, que vai obrigar os supermercados a ficarem mais atentos na hora de colocar os preços nos produtos”, declarou.

Meta

A campanha “De olho no preço” pretende impedir que o preço exposto em gôndolas, vitrines, cartazes, encarte ou em propagandas locais seja majorado na hora do pagamento no caixa.

Caso a variação seja para maior, o consumidor terá o direito de levar o produto de graça e o estabelecimento poderá ser multado em até R$ 1 mil por dia. Se a majoração ocorrer em mais de um produto, somente o primeiro será de graça, enquanto que os demais serão cobrados pelo menor preço exposto.

Redação