Campanha contra a Influenza começa no Amazonas a partir desta segunda-feira

By -
No Amazonas, a vacinação foi antecipada

No Amazonas, a vacinação foi antecipada

Começa nesta segunda-feira (27) a campanha de vacinação contra a influenza. A estimativa é de que 932.291 pessoas sejam imunizadas, em todo o Amazonas, durante a campanha, que se estenderá até o dia 22 de maio. 

O público-alvo são grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde: crianças de seis meses a menores de cinco anos; grávidas, adultos a partir de 60 anos, puérperas (mulheres que tiveram bebê e estejam no período de até 45 dias após o parto); portadores de doenças crônicas não transmissíveis; indígenas e trabalhadores da saúde. 

“Nacionalmente, a campanha de vacinação contra a Influenza terá início apenas no dia 4 de maio, mas, no Amazonas, como já estávamos com a estrutura toda pronta, pactuamos com as secretarias municipais, que são as responsáveis pela execução da campanha, para antecipar o início da atividade em uma semana, garantindo mais tempo para que as pessoas dos grupos prioritários tenham acesso à imunização”, informou o secretário estadual de Saúde em exercício, José Duarte dos Santos Filho. 

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) que atua na coordenação geral da campanha, informou que as doses de vacina recebidas do Ministério da Saúde já foram distribuídas para os municípios do interior. Da mesma forma, as orientações contidas na Nota Técnica nº12/2015, sobre a execução da campanha foram repassadas às secretarias municipais de Saúde, pela gerência do Programa Estadual de Imunização. 

Na capital, a vacina estará disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Policlínicas da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). No caso das crianças e dos idosos, também será possível se vacinar nos Centros de Atenção Integral à Criança (CAICs) e Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (CAIMIs), da Susam. 

Sobre a doença 

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de etiologia viral, que pode levar a complicações graves e ao óbito. Para preveni-la, é importante manter os hábitos saudáveis de higiene, como  lavar as mãos sempre e manter os ambientes arejados. 

O diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, explica que a criação de anticorpos ocorre entre duas e três semanas após a aplicação da vacina. “Por isso, é importante que as pessoas procurem a vacinação no período da campanha”, frisou. 

Contraindicação

Bernardino ressalta que, em pessoas com doenças agudas febris moderadas ou graves, a recomendação é adiar a vacinação até a resolução do quadro. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores, bem como a qualquer componente da vacina ou alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.

Roberto Brasil