Câmara aumenta segurança no Parlamento Municipal

By -

MANAUS 20.10.15 - VEREADOR WILKER BARRETO (PHS) DISCURSA NA SESSAO PLENARIA DA CAMARA MUNICIPAL DE MANAUS (CMM). FOTO:TIAGO CORREA/CMM.

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS), recebeu, nesta terça-feira (20), no Parlamento, o Comandante do Policiamento Metropolitano, tenente-coronel Franclides, para acertar os detalhes da presença dos policiais na Casa Legislativa.

O tenente-coronel Franclides explicou que vai dispor de dois policiais, que ficarão dentro do Parlamento, além de uma viatura que ficará fazendo rondas pelas intermediações do prédio, de segunda a sexta-feira, das oito da manhã às duas da tarde.

Franclides ressaltou que a segurança na Câmara é fundamental pelo fato de ser um parlamento muito acessado e que a agência bancária e caixas eletrônicos disponíveis na Casa, tornam a presença dos policiais indispensáveis. “Estamos preocupados com a Casa Legislativa, que é a Casa do Povo também, e devemos estar com o policiamento presente para fazer a segurança de todos aqueles que estão diariamente neste Poder, por isso vamos colocar à disposição dois policiais que ficarão de segunda a sexta dentro do parlamento”.

Wilker Barreto enfatizou que a solicitação dos policiais foi feita, principalmente, para resguardar a vida dos funcionários ou qualquer outra pessoa que esteja visitando a Câmara. “Foi um pedido feito da Câmara ao comando da Polícia Militar, e o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, foi sensível e disponibilizou dois PMs fixos para garantir não o prédio, mas a vida dos funcionários, visitantes e dos vereadores desta Casa”.

Medidas de segurança

Outras ações de segurança também foram adotadas pelo presidente da Casa, principalmente após a tentativa de roubo ocorrida no último mês, frustrada pelos seguranças da Câmara e do Banco do Brasil.

Entre as medidas está o reforço na segurança interna da Casa, restrição do atendimento do banco a funcionários devidamente identificados, o uso obrigatório do crachá por funcionários e adesivos com identificação para visitantes e a retirada dos caixas eletrônicos da entrada da Câmara Municipal.

 

Mario Dantas