Cabo Maciel pede que Comando da PM recolha armas com defeito

By -
Dep. Cabo Maciel

Dep. Cabo Maciel

Da tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado Cabo Maciel (PR), cobrou providências do comando da Polícia Militar do Amazonas no sentido de recolher armas do tipo Pistola Ponto 40 que apresentaram falhas de fabricação, que envolvem disparos repentinos, sem que o gatilho seja acionado. O pedido é baseado em denúncia feita pelo Jornal Nacional, da Rede Globo, no último dia 9 de junho.

Segundo o deputado, os problemas atingem cerca de 16 de cada 20 armas produzidas pela fabricante Taurus, no lote de 2013, e podem causar graves acidentes envolvendo pessoas inocentes. De acordo com Maciel, no stand de tiro existe grande dificuldade de manuseio da arma, que falha quando apertado o gatilho, e chega  a disparar sozinha no coldre (local onde a arma é colocada pelos policiais, geralmente junto a perna), mesmo sem movimentos bruscos.

“Imagine vocês que no stand da polícia, não consegue ter um bom aproveitamento da arma. Imagine tendo que combater um assaltante com uma arma que não vai funcionar. Portanto peço que o comandante geral da PM que possa averigar a questão das armas usadas aqui no Amazonas. Peço que sejam tomadas providências para que não venhamos sofrer incidentes, e não aconteça de um disparo acertar pessoas inocentes”, disse. 

Segurança no interior – Maciel ainda pediu que a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM) tome providências em relação à quantidade de policiais civis e militares que estão atuando no interior do Amazonas. Segundo ele, uma quadrilha invadiu a Cadeia Pública do município de Careiro Castanho, libertou um homicida que estava preso, e prendeu na cela um policial militar e um guarda municipal. “O efetivo está péssimo no interior do Estado. É necessário que a Secretaria de Segurança tome providências para que policiais civis e militares não tenham suas vidas ceifadas”, disse.

Roberto Brasil