Cabo Maciel desagrava diretor de Colégio Militar da PM acusado de agressão à mãe de aluno

By -
Dep. Cabo Maciel

Dep. Cabo Maciel

Durante o Pequeno Expediente da sexta-feira (7) na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado Cabo Maciel (PR) fez um desagravo ao diretor do Colégio Militar da Polícia Militar (CPM 1), do bairro de Petrópolis, coronel PM Ronaldo César Gomes, em razão da denúncia de uma mãe de aluno, senhora Roberta Pinto, publicada na imprensa e nas redes sociais, acusando o gestor militar de tê-la agredido durante discussão por causa de uma suspensão dada ao seu filho. O menino de sete anos teria agredido com uma mordida uma colega de sala e o caso foi parar no 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

O deputado Cabo Maciel disse não acreditar na versão de que o coronel César Gomes tenha praticado a agressão contra a mãe do aluno. “O coronel César Gomes é alguém que sempre trabalhou no social e foi sempre muito humano nas suas ações, tendo conquistado o respeito das pessoas por seu perfil educado e por sempre tratar bem a todos”, argumentou o deputado. A confusão aconteceu na manhã de quinta-feira (6), quando a mãe foi chamada ao colégio para assinar a suspensão do filho, que é norma nos casos de infração disciplinar dos alunos.

De acordo com o deputado, que representa a classe dos policiais militares na Casa, a versão da direção do colégio é de que no momento que a mãe chegou para assinar o documento, a criança já vinha sendo novamente conduzida à diretoria por ter mordido outro colega na sala de aula. “Em defesa da criança, a mãe teria ofendido com palavras de baixo calão o tenente que estava conduzindo seu filho e o próprio coronel César Gomes, gerando ligeira confusão”, disse Cabo Maciel. O pai do menino, José Pinto informou que o filho já recebeu advertências por estar envolvido em outras duas ocorrências do mesmo tipo.

Roberto Brasil