Cabo Maciel denuncia passagem de drogas na Tríplice Fronteira

By -

Dep. Cabo Maciel

A forte presença da facção Família do Norte (FDN) em Tabatinga (a 1.108 km de Manaus), está causando insegurança aos 62 mil habitantes na Tríplice Fronteira (Brasil-Peru-Colômbia). Autoridades policiais e judiciais que admitem que a FDN comanda tanto o presídio quanto o fluxo de drogas para o Brasil, um negócio que movimenta R$ 5,7 bilhões por ano, segundo estimativa do governo do Amazonas.

A denuncia é do presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Cabo Maciel (líder do PR), que ano passado cobrou do presidente Michel Temer a criação do Ministério da Segurança Pública e do Batalhão Especial de Fronteira para combater a entrada de drogas no Estado.

De acordo com Cabo Maciel, o secretário de segurança do Estado, delegado federal Sérgio Fontes, tem trabalhado fortemente no combate as drogas, inclusive bateu o recorde em apreensão de entorpecentes.

O termo “enxugando gelo”, usado pelo deputado Cabo Maciel está cada vez mais evidente com o reduzido efetivo, uma vez os traficantes utilizam outros meios para trazer as drogas até Manaus, sem que seja percebido pela Base Anzol, montada na Tríplice Fronteira.

Roberto Brasil