Cabo Maciel defende volta dos vigilantes nas escolas públicas

By -

07_CABO-MACIEL-PR-DM-3-574x381

O deputado estadual Cabo Maciel (PR) voltou a defender, na manhã desta terça-feira (31), que as escolas públicas e privadas de Manaus possam ter profissionais de vigilância fazendo a segurança dos prédios e não apenas agentes de portaria. Maciel salientou que não quer desmerecer o agente de portaria “mas ele não tem o preparo e a visão que possui um vigilante que é capacitado para exercer essa função”, argumentou.

Cabo Maciel se referiu à medida adotada pelo governo do estado em agosto de 2015, quando os vigilantes foram substituídos por agentes de portaria em todas as escolas públicas. O governo alegou que a crise financeira forçou a substituição de um profissional pelo outro, porque um vigilante custa muito mais aos cofres públicos do que um agente de portaria.

 

O parlamentar reforçou que fala constantemente sobre o aumento da violência nas escolas na tribuna da Casa e justificou sua avaliação destacando que houve aumento no número de crimes praticados dentro de escolas em Manaus, como furtos, lesões corporais dolosas e roubos. Maciel apresentou números da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) que indicam que de janeiro de 2015 a abril de 2016 foram registrados 1.478 crimes. Segundo Maciel, os furtos em ambiente escolar correspondem a 79,8% dos casos que chegam ao conhecimento dos órgãos de segurança pública.

Áida Fernandes