Cabo Maciel critica punição a PMs por conta do concurso de 2008

By -
“Vou defender a retirada dos nomes dos 1.600 policiais militares que foram notificados", declarou Maciel

“Vou defender a retirada dos nomes dos 1.600 policiais militares que foram notificados”, declarou Maciel

“Quem devem ser punido são os comandantes que prevaricaram na época em que foram acionados a prestarem informações ao Ministério Público de Contas (MPC), quando foram questionados contra o concurso público da turma de 2008”. O desabafo é do presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Cabo Maciel (PR), durante reunião que aconteceu no auditório “Joao Bosco Ramos de Lima”, na tarde desta segunda-feira (21), com os representantes das turmas de 2008∕2009, que foram notificados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM).

Os técnicos da Comissão de Segurança Pública da ALEAM, apresentaram aos militares presentes todas as demandas exigidas pelo Ministério Público de Contas contra a realização do concurso.

cabo-maciel-concurso-2008 2Cabo Maciel defendeu uma reunião para esta quarta-feira ((23), com representante do MPC, com o conselheiro do TCE-AM, Júlio Cabral, relator do processo Nº 1985/2008, Casa Civil do Governo, representante da Polícia Militar, líder do governo, deputado David Almeida e presidente e vice da Comissão de Segurança Pública na ALEAM.

“Vou defender a retirada dos nomes dos 1.600 policiais militares que foram notificados e transferir a responsabilidade para os comandantes que passaram pela gestão da Polícia Militar do Amazonas e prevaricaram não prestando as informações que foram solicitadas na época”, concluiu o líder do PR na ALEAM.

Roberto Brasil