Brasil decepciona e fica no “0 a 0” com o Equador

By -

brasil x equadorNo Rose Bowl, palco do tetracampeonato mundial do Brasil nos EUA, em 1994, a seleção de Dunga, sem nenhum atleta remanescente da goleada por “7 a 1” imposta pela Alemanha, na Copa do Mundo de 2014, teve um começo de Copa América decepcionante. Faltou o principal: o gol sobre o Equador.

O Brasil chamou atenção pela organização tática ofensiva, mas pecou nas finalizações. A equipe ainda escapou da derrota depois que o árbitro anulou um gol do Equador de forma equivocada, pois a bola não saiu na linha de fundo. No lance, o goleiro Alisson falhou.

A partida, do Grupo A, deixou a seleção em segundo, atrás do Peru, que venceu o Haiti, adversário do Brasil na quinta-feira.

Na etapa inicial, a seleção foi compacta, organizada e trocou passes com velocidade. O problema era na hora do passe final. Phillippe Coutinho, substituto de Neymar, que assistiu ao jogo do estádio, perdeu na pequena área a melhor chance.

No segundo tempo, o time se espaçou e não criou chances. As entradas de Gabriel e Lucas Lima, do Santos, demoraram demais para serem feitas e não surtiram efeito.

No fim, se não fosse o erro do árbitro, o time de Dunga teria vivido novo vexame.

(Com AGÊNCIA O GLOBO)

Roberto Brasil