Bombeiros e Defesa Civil do Amazonas apoiam Roraima em Situação de Emergência por conta da seca

By -
A operação conta com 47 bombeiros militares para combate à seca no estado vizinho

A operação conta com 47 bombeiros militares para combate à seca no estado vizinho

O Governo do Estado do Amazonas, por meio do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e a Defesa Civil do Estado, enviou nesta quinta-feira (19), a primeira equipe da força tarefa que vai apoiar o Governo do Estado de Roraima. A região vizinha decretou Situação de Emergência no dia 13 deste mês devido à estiagem, que acabam ocasionanda incêndios florestais.

corpo-de-bombeiros-defesa-civil-roraima-04A ação, denominada “Operação Roraima”, conta um total de 47 bombeiros militares, das mais diversas especializações, prontos para atuarem tanto no combate a incêndio florestal quanto em apoio à população de Roraima. A Força Tarefa vai levar também ao Estado vizinho dois caminhões de combate a incêndio (tipo pipa), um de capacidade de 15 mil litros e outro de 5 mil, além de duas motos e três outras viaturas para apoio operacional, totalizando sete viaturas.

corpo-de-bombeiros-defesa-civil-roraima-01“Devido à situação extrema de seca na região vizinha, o risco de incêndios em Roraima é iminente, sendo necessário todo um trabalho preventivo, de resposta ao desastre natural e ainda de auxílio à população que já sofre com a escassez de água”, enfatizou o Comandante do CBMAM, coronel Roberto Rocha, que no Amazonas também é Secretário da Defesa Civil. A previsão é de que as viaturas levem em torno de 11 horas para atravessarem os 751 Km que distanciam Roraima de Manaus. A perspectiva é que essa primeira equipe permaneça em Roraima por 15 dias, vindo a ser substituída por outras equipes caso haja necessidade da continuação dos trabalhos.

Roberto Brasil