BOLSONARO LEVA NOSSOS JOVENS AO LIXO

By -

Jovens de uma escola de conceito militar em Manaus foram destaque em todo o país por convidar, com vibrante louvor e claramente manipulados pelos seus superiores, o deputado Jair Bolsonaro para uma cerimônia de formatura.

Não faz sentido robotizar neófitos a declarar, como numa profissão de fé, “Bolsonaro, salvação dessa nação” se não for para disseminar a doutrina nazifascita e inflar a vaidade de um soldado que quer ser herói.

Nossa juventude decepcionou-se com os quadros políticos que aí estão. Nas manifestações de 2013 demonstrou sua insatisfação e exigiu renovação de ideias, gestão e pessoas. No entanto, devido ao vácuo de legitimidade entre os políticos, alguns oportunistas têm ganhado espaço entre os jovens da nossa Nação, entre eles Bolsonaro.

Figura nefasta que se espelha em ícones da ditadura militar, entre eles o General Ustra, para vociferar com gritos autoritários a insurgência ao ordenamento jurídico, a corrida armamentista na sociedade civil, além de outras propostas de conteúdo individualista e ditatorial. Bolsonaro se notabiliza pelas atitudes e declarações contra as mulheres e as minorias e principalmente pelo seu egoísmo capaz de se embriagar com o elogio de “mito”. Semelhante ao que revela o ganhador do prêmio Nobel de literatura:

“Alguém quer ser algo
fora do comum?” Pergunta o
instrutor. O guri mais esperto
da sala, que vem bêbado pra
aula, ergue a mão e diz:
“sim, senhor. Eu queria ser um
Dólar, Senhor. ”
(Bob Dylan, in: Tarântula)

Hitler e os fascistas também formaram opinião com a áurea de serem mitos, conduzindo seus povos a desastres e a cometer crimes coletivos dos quais as próximas mil gerações de alemães e italianos serão obrigados a dar explicações e se penitenciar.

Montado no cavalo da ignorância política, da educação rasa e do descrédito com a política, indivíduos oportunistas, sem história pessoal, sem experiência democrática e principalmente vestindo a fantasia de heróis nacionais, cavalgam na popularidade de promessas de que resolverão todos os problemas do país com medidas radicais, imediatas e com uma só canetada, mas sem explicar o complexo sistema democrático de legitimação das decisões.

Políticos oportunistas são parasitas, são porcos políticos que pegam a mão da nossa inocente juventude e a conduzem ao lixo da ditadura, da solução sem democracia e do discurso de ódio àqueles que se opõem a seu discurso policialesco, que desprezam os valores da liberdade e da pessoa humana e que, infelizmente, tem encontrado em jovens talentosos e promissores, porém desatentos e despreparados, campo fértil para a proliferação desse pensar nazifascitas.

Os que aparelham políticos “salvadores da pátria”, aplaudem um candidato a mito, mas na realidade do poder conhecerão o carrasco, o porco que vai devorar o rosto dessa linda juventude.

Roberto Brasil