Boi Manaus 2015 leva 100 mil à Ponta Negra

By -

boi-manaus-2015-ponta-negra-1A segunda noite do Boi Manaus 2014, realizado pela primeira vez na Ponta Negra, levou 100 mil pessoas para a orla do rio Negro, resgatando o público que consolidou a manifestação folclórica como identidade cultural da cidade. O evento, que teve duração de quase 10 horas, encerrou a programação promovida pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), em comemoração aos 346 anos da capital amazonense.

boi-manaus-2015-ponta-negra-4“É um sucesso, eu só sinto alegria vinda das pessoas. Vivemos uma crise feia, que machuca Manaus mais que qualquer outra cidade, mesmo assim, não se encontra um alto astral tão grande quanto aqui. O alto astral mora aqui”, vibrou o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, que acompanhou a festa do camarote instalado de frente para a pista onde desceram os trios, mas aproveitou os intervalos para caminhar e conversar com a multidão presente. “Aqui tem administração firme, tem a irmandade essa administração com o povo, a aplicação de recursos nas melhores opções para resolver os problemas e a vontade inquebrantável de que a gente saia bem dessa crise”, disse. “É um dia de alegria para mim. Manaus é só sorrisos, porque as pessoas estão sentindo que não vamos deixar cair a peteca”, garantiu.

boi-manaus-2015-ponta-negra-3O prefeito disse, ainda, que conversou com muitas pessoas durante sua permanência na Ponta Negra, para saber delas a opinião sobre a mudança de local. “Foi quase unânime. Elas me disseram que foi muito boa a mudança. Que aqui eles têm mais liberdade, têm mais opção. Até me sugeriram que no próximo evento a gente também ofereça outros gêneros de música espalhados pela praia. É uma proposta a ser avaliada, dentro das possibilidades”, afirmou.

boi-manaus-2015-ponta-negra-2De acordo com o diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula, a decisão de levar a tradicional festa de aniversário de Manaus para o cartão postal mais disputado da cidade foi baseada em um estudo técnico que se mostrou acertada diante da aprovação da população. “A nossa avaliação foi feita a partir da viabilidade operacional, artística, financeira e turística da Ponta Negra. A noite de hoje (sábado) mostrou que a população aprovou essa decisão”, afirmou.

boi-manaus-2015-ponta-negra-6A pista sentido bairro-centro ficou tomada durante todo o percurso do trio que ia da Bola das Águas até o final das quadras. No outro lado da pista, muitas famílias participaram da festa. O calçadão, Anfiteatro e até mesmo as sacadas dos prédios ficaram lotados, durante a apresentação dos sete artistas.

“É a primeira vez que curto o Boi Manaus com a família. Sempre ia sozinho por conta do tumulto. Aqui está tranquilo e, por isso, trouxe a mulher e dois filhos”, afirmou o fisioterapeuta Rodney Vieira.

boi-manaus-2015-ponta-negra-5A banda Carrapicho abriu a sequência de apresentações com clássicos dos anos 90, que consagraram a fama do grupo nacionalmente. A cantora Eliana Printes brindou o público presente com uma participação especial. Canto da Mata deu continuidade a festa, reunindo os primeiros grupos de dança em volta do trio. Carlinhos do Boi mostrou que sabe segurar a animação do início ao fim. Arlindo Jr, que veio acompanhado da Marujada, torcida organizada Força Azul e Branca (FAB) e um corpo de dançarinos do Caprichoso; e Israel Paulain, que se apresentou cercado da Batucada, dançarinos e com participação especial de Márcia Novo, foram os responsáveis pelo ápice do evento, antes da queima de fogos.

“Parabéns, Manauscult, pela inovação em trazer a festa para este lugar lindo e que acabou renovando o jeito de comemorar”, disse Israel. À frente do trio, ele cantou “O Camisa Encarnada” durante os cinco minutos de show pirotécnico que aconteceu à meia-noite.

boi-manaus-2015-ponta-negra-7Uma multidão acompanhou as duas últimas atrações a se apresentar na pista: David Assayag, que levou o público ao delírio, e Sebastião Jr, que interagiu o tempo todo com a galera, em um show recheado de sucessos recentes.

A parte cênica e de desfile dos itens oficiais ficou a cargo dos bumbás de Manaus. Brilhante, Garanhão e o atual campeão, Corre Campo, subiram ao palco do anfiteatro nessa sequência.

Roberto Brasil