Bisneto pede explicação ao Ministério de Minas e Energia sobre elevação do custo de energia

By -
Dep. Arthur Bisneto

Dep. Arthur Bisneto

O deputado federal Arthur Virgílio Bisneto (PSDB-AM), vice-líder da Oposição, apresentou dois requerimentos na Câmara Federal, nesta semana, solicitando informações ao Ministério de Minas e Energia referente ao déficit de geração hídrica para as hidrelétricas entre janeiro e junho de 2015 e informações quanto à elevação do custo de energia em R$ 7,4 bilhões.

De acordo com reportagem do jornal “Folha de São Paulo”, do último dia 9 de agosto, barreiras burocráticas e regulatórias vão impor neste ano um custo de R$ 7,4 bilhões às empresas do setor elétrico, o que pode representar até 10% do PIB do setor. A estimativa do impacto, que contribui para pressionar as tarifas, foi divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Pela publicação, a maior parte das perdas se dá em decorrência da dificuldade dos empreendedores em cumprir os prazos fixados para a conclusão das obras das usinas de geração de energia, considerados irrealistas pelo setor.

Já o jornal “Valor” publicou, no último dia 11 de agosto, que entrou em operação somente 980 dos 2.091 megawatts médios de ampliação esperada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) entre os meses de janeiro e junho de 2015, segundo levantamento da consultoria PSR. A PSR tem como referência o programa mensal de operação do ONS divulgado no início do ano e usa informações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para monitorar quantos megawatts realmente saíram do papel. “Gostaríamos de saber qual o motivo da tal discrepância com relação à entrada de operação de MW previsto pela ONS e o efetivamente ocorrido”, questionou o tucano.

 

Mario Dantas