Benjamin Constant – Jogos Tradicionais Indígenas do Alto Solimões

By -

Jogos-Indigenas-23

Benjamin Constant (AM) — Os dois primeiros dias Jogos Tradicionais e Intercâmbio Intercultural da 1ª. Copa Indígena do Alto Solimões na comunidade indígena de Filadélfia no município de Benjamin Constant (a 1.116 km de Manaus) estão sendo marcados pelo resgate pelas disputas tradicionais. Na manhã desta segunda-feira segundo as competições foram abertas com a disputa de zarabatana, uma arma de sopro utilizada pelos indígenas na caça.

Além da disputa de zarabatana os indígenas começaram na tarde desta segunda-feira a disputa de arremesso de lança que reuniu 48 competidores, quatro por cada delegação.

Jogos-Indigenas-13

As competições oficiais começaram na manhã deste domingo com a disputa de cabo-de-guerra (masculino e feminino) e a modalidade arco e flecha.

Sob um forte calor beirando 40 graus, duplas masculinas e femininas se revezaram na busca de classificação para a final de arco flecha.

Os índios Matis de Atalaia doNorte Binan e Kuini foram a grande sensação atraindo a atenção de quase todos os participantes dos jogos. Binan conseguiu pontuar passando para a final ao somar 50 pontos. Das cinco etnias presentes nos jogos, os Matis são os que ainda conservam suas tradições.

Jogos-Indigenas-21

Já na disputa de zarabatana, a sensação foi Claudia Tikuna da Comunidade Indígena de Porto Alegre, município de São Paulo de Olivença. Ela desbancou os homens ao acertar duas vezes no alvo, totalizando 50 pontos.

Os jogos foramabertos na noite de sábado pela prefeita de Benjamin Constant, Iracema Maia e pelo coordenador geral de Políticas Indígenas do Ministério dos Esportes, Jorge Pankará.

Ao todo os Jogos Tradicionais reúne cerca de 400 atletas dos municípios de Benjamin Constant, Atalaia do Norte, Tabatinga, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença e da cidade colombiana de Letícia.

“Esses jogos era um antigo sonho das lideranças da comunidade de Filadélfia. Desde quando tomamos conhecimento demos todo apoio celebrando convêniocom o Ministério dos Esportes. Os jogos não são apenas uma disputa esportiva. É a confraternização dos povos indígenas aos quais temos um grande respeito”,observou a prefeita.

Ao todo estão sendo disputadas 22 modalidades esportivas das quais 17 são indígenas. Os jogos encerram no sábado com as disputas finais de jogos de quadra.//Texto e Fotos: Eduardo Gomes

 

 

 

Mario Dantas