Beneficiários do Bolsa Família são convocados para acompanhamento de saúde do segundo semestre

By -
Já foram atendidos 30% dos cadastrados do PBF até o momento

Já foram atendidos 30% dos cadastrados do PBF até o momento

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), convoca os beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF) para o acompanhamento de saúde do segundo semestre de 2015. Crianças até sete anos, gestantes e demais mulheres entre 14 e 44 anos, inscritas no programa, devem comparecer obrigatoriamente em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima, munidos do cartão Bolsa Família, cadernetas de vacina e da gestante, se for o caso. O não comparecimento pode gerar o desligamento do beneficiário.

“A meta é atender 110 mil famílias até o dia 31 de dezembro, que é a data limite para o envio das informações para atualização do cadastro, mas é importante que o comparecimento não fique para última hora para evitar imprevistos”, recomendou a nutricionista da Semsa, Tânia Batista, informando que já foram atendidos 30% dos cadastrados do PBF até o momento.

convocados-bolsa-familia-2O acompanhamento de saúde feito para o programa também traz benefícios à família que comparece na UBS como, por exemplo, atualização de vacinas, monitoramento do desenvolvimento da criança, pré-natal e orientações sobre planejamento reprodutivo e inserção em programas de promoção à saúde.

Segundo o documento informativo do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), de março de 2015, a cada semestre são acompanhadas mais de nove milhões de famílias beneficiárias do programa, entre elas estão 5,5 milhões de crianças, sendo 99% com calendário de vacinação em dia e 84% com avaliação nutricional realizada.

“Esse trabalho é essencial para avaliar os resultados na melhoria das condições de Saúde das crianças do programa. Essa rotina de coleta de dados, realizada desde 2006, tem possibilitado a elaboração de estudos que comprovam a importância do acompanhamento das condicionalidades na prevenção e na promoção da Saúde”, avaliou a técnica.

Roberto Brasil