Belarmino Lins quer reeditar Prêmio Assembleia de Jornalismo

By -

belarmino lins

Com o objetivo de incentivar reportagens e demais ações de mídia no Estado do Amazonas, o deputado estadual Belarmino Lins (PMDB) oficializará, nesta terça-feira (29), apresentação de propositura solicitando a reedição do Prêmio Assembleia Legislativa de Jornalismo, criado em 2006 durante gestão do próprio parlamentar à frente da Mesa Diretora da ALEAM e que naquele ano ofereceu um total de R$ 10 mil em premiações.

“Creio ser dever da nossa Assembleia incentivar a produção de trabalhos de reportagens e de mídia, de um modo geral, no universo do nosso Estado, abrangendo as mais diversas categorias, do rádio aos jornais, da TV aos portais e blogs. Dessa forma, estamos decididos a lutar pela reedição do Prêmio ALEAM de Jornalismo”, disse o deputado.

Belarmino informa que nesta terça-feira (29) irá à tribuna do Legislativo pedir o apoio dos parlamentares estaduais para a reedição do evento que em 2006 contemplou o vencedor do Prêmio Assembleia com a quantia de R$ 4 mil, além do troféu denominado Jornalista Manuel José da Silva Ramos. A Menção Honrosa da época mereceu o Troféu Jornalista Herculano de Castro e Costa, juntamente com R$ 2 mil.

Instituído pela Resolução Legislativa N° 381, de novembro de 2005, com o apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas (SJPAM), o Prêmio Assembleia Legislativa de Jornalismo foi regulamentado pelo Ato da Mesa Diretora N° 08, em 2006, quando também foi realizada a primeira edição do certame.

Em 2006 o 1° Prêmio Assembleia Legislativa de Jornalismo, realizado sob a coordenação da Diretoria de Comunicação, teve expressiva participação de jornalistas de diversos meios de Comunicação, que inscreveram trabalhos de excelente qualidade sobre variados temas da realidade amazonense. “Na ocasião, o concurso foi feito sem muita divulgação, porque ocorreu no período em que estávamos em fase de mudança da sede do Parlamento da Avenida Sete de Setembro para a Avenida Mário Ypiranga Monteiro”, afirmou Belão, garantindo que o certame, caso receba o aval do plenário, terá os valores de suas premiações reestudados por uma comissão especial do Poder.

Mario Dantas