Barbosa: “ainda não tive vontade de ser presidente”

By -
Min. Joaquim Barbosa

Min. Joaquim Barbosa

O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa criticou a presidente do Brasil Dilma Rousseff e desconversou sobre candidatura à Presidência em 2018. “Em primeiro lugar é preciso ter vontade e eu, até hoje, não tive essa vontade [de ser presidente do Brasil]. Pode ser que daqui a alguns anos, eu tenha tempo”, disse. Barbosa participou, na última quarta-feira, de um congresso para executivos do mercado financeiro em São Paulo.

Ele declarou durante o evento que Dilma agiu de forma insensata ao não vetar o aumento dos recursos para o fundo partidário.

Barbosa também criticou o Congresso Nacional. “O Legislativo usa o seu poder muito mais para fazer chantagens. O esporte mais praticado no Congresso Nacional é a vontade de derrotar o Executivo”.

Durante a palestra, Joaquim Barbosa falou sobre tributação, corrupção e a relação entre os três Poderes. Questionado pela plateia sobre a falta de confiança nas instituições, ele afirmou que os parlamentares se acomodaram.

Para Barbosa, eles usam de poderes dados pela Constituição de 1988 para fazer chantagem.

Segundo Joaquim Barbosa, a corrupção no Brasil é estimulada pelo atual modelo político, com partidos fragmentados e sem qualquer conotação ideológica.

O ex-presidente do STF disse ainda que, no Brasil, pouco se fala na corrupção que ocorre nas empresas, não só no Poder Público. BANDNEWS

Roberto Brasil