Bairros já recebem passarela de madeira antes do avanço das águas do rio Negro

By -

cheia-palafitas-01A Prefeitura de Manaus está construindo passarelas de madeiras em bairros que podem ser atingidos pela cheia do rio Negro. As áreas foram mapeadas pelo Gabinete de Gestão Integrada do Município (GGIM) que reúne órgãos municipais e estaduais na Operação SOS Enchente. Como forma de ação preventiva, nesse primeiro momento, 37 pontes irão receber obras de reforma e ajustes, sendo 11 delas de competência da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e as demais da Defesa Civil do Município.

As ações da Defesa Civil e da Seminf – que atuam em parceria – tiveram início há duas semanas e visam minimizar os transtornos à população causados pela cheia. Desde o início da operação  já foram construídas quatro e uma, de 70 metros, foi reformada  metros no Beco Pescador, bairro Mauazinho, beneficiando 80 famílias.

cheia-palafitas-02Até hoje o município utilizou recursos na ordem R$ 221.850,00 apara aquisição de madeira e pregos. Além de contar com a doação de madeira apreendida pelas polícias Civil e Militar. As pontes construídas até agora foram na rua Ana Nogueira, beco São João Batista I, beco São João Batista II (Educandos) e rua 13 de Maio (Mauazinho).

Das pontes que serão erguidas pela Seminf, oito estão localizadas no bairro São Jorge nos becos Bragança I, II e III, localizados na rua da Cachoeira e Ambrósio Aires, respectivamente; becos Itapuranga I e II e beco Santa Cruz, na rua Humberto de Campos; rua Vicente Torre Reis e rua e beco 1º de maio. Além do bairro São Jorge, os bairros Raiz e Presidente Vargas também receberão obras nas pontes das ruas Cruzeiro, Daniel Sevalho e Boa Sorte (beco Beira Mar).

cheia-palafitas-03As pontes construídas pela Seminf terão tamanhos variados, dependendo da necessidade das áreas mapeadas. Na rua Ambrósio Aires, beco Bragança III, a passarela de madeira mede 15 metros. Já na rua Cachoeira, beco Bragança II, a passarela medirá 160 metros. Esta última já está em fase de construção.  A largura padrão das passarelas é de 60 centímetros. Os trabalhos tiveram início na última quarta-feira, 15, e o prazo para a conclusão de todas as pontes é de 40 dias.

A Defesa Civil atua, ainda, na construção de uma ponte no beco Inocêncio de Araújo, Educandos, zona Sul. Para a área estão previstos 37 metros de passarela.

Roberto Brasil