Auditoria no Garantido constata 70% do patrimônio sumiu e ex-diretores são convocados

By -

Assembleia de homologaçãoO auditor fiscal responsável pelo exame da real situação contábil, financeiro e catalogação de todos os patrimônios do boi Garantido, Fernando Fernandes, em uma análise prévia dos bens da agremiação constatou que 70% de tudo o que consta como pertencente ao bumbá não se encontra mais sobre o controle da diretoria. “Recebi um relatório de bens referente ao ano de 2014 e não precisou fazer uma análise muito profunda para verificar que na constatação real dos bens que foram apresentados nesta lista pelo menos 70% dos bens já não estão mais no Garantido. Não precisa de um parecer e nem de 30 dias para afirmar isso, tenho documentos”, afirmou. A declaração aconteceu na assembleia de posse dos novos diretores, no domingo, 21 de setembro.

O auditor fiscal destacou que a partir desta segunda-feira, 22 de setembro, data de início da auditoria externa, irá encaminhar para o ex-presidente Telo Pinto e os demais diretores, além de pessoas que estejam com algum bem do Garantido, convocação para prestarem esclarecimentos sobre os patrimônios da agremiação que não estão na Cidade Garantido. “Eles vão receber um documento para que compareçam aqui para que a gente possa fazer uma catalogação, o controle do mérito e um documento de cautela, que é o documento que diz com quem está o patrimônio do boi”, assegurou Fernando Fernandes.

O auditor disse que será feira uma análise geral no setor financeiro e patrimonial dar um parecer técnico o quanto antes e que os trabalhos serão feitos na forma de controle de entrada e saída de bens.

Para o presidente do Garantido, Adelson Albuquerque, a consultoria F12 Contabilidade, com sede me Manaus, é uma empresa isenta e terá todas as condições necessárias para realizar um bom trabalho. “Nós não queremos perseguir ninguém, nós queremos dar conhecimento da real situação do Garantido”, disse o presidente.

O vice-presidente Fábio Cardoso assegurou que todas as medidas legais foram tomadas para solicitar os documentos necessários da ex-administração e somente o parecer técnico da auditoria é que vai mostrar a real situação da agremiação. “Nosso objetivo é reestruturar nosso boi, tanto na parte administrativa como financeira para sermos sempre campeões dentro e fora da arena”, afirmou Cardoso.

Finanças

De acordo com diretor financeiro do Garantido, Ray Garcia, a estimativa de dívida real da agremiação chega R$ 29 milhões, sendo que R$ 22 milhões são de pendências com a Receita Federal. Ray Garcia lamentou que até o momento não tenha recebido da ex-administração nenhuma documentação, recibos, notas ficais, contratos com patrocinadores e de movimentação bancária. “Na parte financeira o boi está no zero e vamos começar daqui pra frente, mas faremos o possível para sanar todas as dívidas”, disse Ray Garcia.

Outra medida a ser adotada pela diretoria será nomear uma comissão para dar início a revisão do estatuto social do boi Garantido para corrigir as falhas contidas no documento maior da entidade. O presidente Adelson Albuquerque anunciou ainda a contratação de uma empresa especialista em patentes e marca para o resgate da marca Boi Bumbá Garantido.

Mario Dantas