Audiência pública debate problemas e apresenta sugestões para Turismo do Amazonas

By -
“A audiência pública serviu para apresentarmos sugestões e debatermos ideias", afirmou Francisco Souza

“A audiência pública serviu para apresentarmos sugestões e debatermos ideias”, afirmou Francisco Souza

O combate à pirataria turística no Amazonas e o barateamento dos preços das passagens aéreas para o interior do Estado foram alguns dos temas discutidos nesta segunda-feira (28), durante audiência pública na Assembleia Legislativa do Amazonas. O evento foi uma homenagem ao dia Mundial do Turismo e ao dia do Turismólogo do Amazonas, celebrados no último sábado (27).

A audiência pública foi organizada pela comissão de Turismo e Empreendedorismo da Aleam, presidida pelo deputado estadual Francisco Souza. A audiência contou com a participação de representantes da Empresa Estadual de Turismo (AmazonasTur), Fundação Municipal de Cultura e Turismo (Manauscult), agências de viagens, professores e estudantes do curso de Turismo, entre outras instituições (hotéis, bares e restaurantes) que trabalham com o turismo no Amazonas.

O guia turístico Enísio Mesquita, que trabalha no setor há mais de 20 anos, disse que Manaus enfrenta sérios problemas com a pirataria turística. “Na capital, temos dezenas de barcos clandestinos recebendo turistas e promovendo excursões sem o acompanhamento de guias credenciados”, afirmou Enísio.

audiencia-publica-turismo-2 Além da falta de informações corretas sobre pontos turísticos, acrescentou Enísio, a pirataria turística leva os visitantes a locais perigosos. “Ano passado, durante a Copa do Mundo, tivemos casos de turistas viajando em balsas e dormindo em meio a animas”, lembrou o guia. “Isso acaba refletindo negativamente para o turismo do Amazonas”, frisou.

Na tentativa de solucionar o problema, foi sugerido que órgãos de Turismo façam fiscalizações nos locais onde partem os barcos e lanchas clandestinas. “Nos portos da Manaus Moderna, Ceasa e Marina do David, entre outros, não existe fiscalização para combater a pirataria turística”, alertou o guia.

Passagens Aéreas x Turismo Regional

O alto preço das passagens aéreas intermunicipais no Amazonas também foi apontado como obstáculo para o desenvolvimento do turismo regional. O presidente do sindicato das Empresas de Turismo do Amazonas, Sebastião Couto, disse que a população amazonense tem vontade de conhecer o interior do próprio Estado, porém o alto preço das passagens aéreas “impede a realização deste sonho”.

audiencia-publica-turismo-4“Faltam políticas públicas que permitam o barateamento dos preços das passagens aéreas”, analisou Sebastião Couto. “Hoje em dia, sai mais barato ir para os Estados Unidos ou Caribe do que ir para São Gabriel da Cachoeira”, comparou.

Outros temas como a necessidade de concurso público para turismólogo e a finalização do Pano Estadual de Turismo foram abordados pela AmazonasTur e Manauscult. As instituições se comprometeram em voltar a se reunir com estudantes de Turismo e empresas ligadas ao setor turístico.

audiencia-publica-turismo-5“O Plano Estadual de Turismo deve ficar pronto dentro de dez dias. Daí, vamos apresentar o documento a todos os setores ligados ao Turismo do Amazonas”, prometeu Luciana Vieira, gerente da AmazonasTur.

O deputado Francisco Souza encerrou o encontro dizendo que Manaus é a porta de entrada para o Turismo do Amazonas. “A audiência pública serviu para apresentarmos sugestões e debatermos ideias para o desenvolvimento do Turismo em Manaus e no interior do Amazonas”, avaliou Souza. “Nosso próximo encontro deverá ser feito numa universidade, com a participação cada vez maior de acadêmicos do curso de Turismo”, completou o deputado.

Roberto Brasil