Atletas do MMA do Amazonas se preparam para novos campeonatos

By -

DR. DANIEL XAVIER- 1

Atletas amazonenses promissores do MMA ganharam um novo reforço no treinamento para evolução do rendimento graças a fisioterapia desportiva oferecida na Clínica Integrada de Reabilitação (Cliapes), no Campos Elísios, zona centro-oeste de Manaus, coordenada pelo doutor em fisioterapia, Daniel Xavier.

De acordo com ele, com uma parceria firmada com a Academia Nova União, no Conjunto Ajuricaba, a mesma que treinou o atleta amazonense José Aldo, no início da carreira e que tem como mestre Márcio Pontes, o “Marcinho”, está permitindo a evolução dos atletas.

Daniel Xavier ressalta que o treinamento de fisioterapia desportiva atua de forma preventiva. Para isso, os atletas passam por alguns treinamentos específicos como de sensório motor (propriocepção), que são exercícios que promovem um melhor equilíbrio, flexibilidade e adaptação diante do estresse do esporte,

Daniel Xavier ressalta que o atleta profissional de MMA tem como ferramenta de trabalho o seu corpo exposto ao extremo risco, e caso ele se lesione, poderá perder diversas lutas. “É um esporte individual, se ele fica lesionado, é o único prejudicado. Por isso, a importância da presença da Fisioterapia Preventiva em seu cotidiano para prevenir qualquer tipo de lesão e melhorar o seu rendimento”, disse Daniel Xavier.

Dentre os destaques da academia está Alexandre Ribeiro, 23 anos, detentor de dois cinturões Peso Pena do Big Ray e Alfa Combat . Ele conta que começou a lutar profissionalmente aos 19 anos e já coleciona 9 vitórias, uma derrota e uma luta sem resultados em Manaus, Porto Velho e Mato Grosso. Atualmente, se prepara para defender novamente o cinturão. “A fisioterapia tem ajudado bastante a minha evolução e rendimento, principalmente, na questão da respiração, que é fundamental no nosso esporte, assim como a prevenção das lesões”, afirmou.

Conhecido no Brasil e internacionalmente, por ter sido o primeiro treinador do atleta José Aldo, Marcos Pontes, o “Marcinho” ressalta o potencial dos novos atletas amazonenses para o MMA do Amazonas. “Na academia temos pelo menos 15 atletas com grande potencial e que já são destaques em campeonatos nacionais. Todos vivem com o mínimo e tem a esperança da superação”, disse Marcinho.

Ele destacou que as práticas da fisioterapia desportiva trazem uma inovação e diferença para os atletas de alto rendimento, que espontaneamente já ficam com traumas por conta dos treinos e nas competições. “Um dos principais benefícios está no controle da respiração e no aprimorando do que eles já fazem de melhor. Com esse acompanhamento, a recuperação das lesões é mais rápida e eficaz”, afirmou Márcio.

Mario Dantas