Até o Tucupi 2016 é Plataforma de Compartilhamento

By -

Interferências Artísticas - Até o Tucupi _ Divulgação

Até o dia 20 de agosto estão abertas inscrições para artistas, produtores, estudantes, agentes, mobilizadores e animadores culturais, interessados em fazer parte da programação da 11ª edição do Festival Até o Tucupi de Artes Integradas 2016, que acontece em Manaus, de 20 a 25 de setembro deste ano.

Oficinas - Até o Tucupi _ Divulgação

As inscrições para Interferências Artísticas, Vivências em Comunicação e Produção e Debates, Paineis e Oficinas, bem como todos os detalhes da proposta podem ser conferidos no site do festival: ateotucupi.org/inscricoes/

 

O Até o Tucupi se transforma em campi temporário, abrindo inscrições para VINVÊNCIAS EM COMUNICAÇÃO E PRODUÇÃO, objetivando a abertura de espaços de formação livre através da inserção e circulação em ambientes cognitivos, possibilitando trocas de experiências, conhecimentos e vivências durante o festival. Os viventes em comunicação participarão de todas as ações voltadas à mídia e comunicação durante o evento – Audiovisual, Redação, Web, Fotografia e Assessoria. Já os viventes em produção, participarão do planejamento e execução das principais demandas do festival, tais como hospedagem, alimentação, atendimento, logística, montagem e estrutura de Palco, sistematização.

Roda de conversa - Até o Tucupi _ Divulgação

A chamada para a inscrições de INTERFERÊNCIAS ARTÍSTICAS visa compor uma programação colaborativa de atividades independentes, no período de 20 a 25 de setembro, que vão de espetáculos de teatro e dança, exposições, iniciativas socioambientais, ocupações artísticas pela cidade, performances, shows em teatros ou casas de shows/bares, dentre outros, capitaneados e protagonizados por seus proponentes (produtores, artistas, agentes, grupos, mobilizadores/animadores, comunicadores e gestores públicos). A proposta tem o objetivo de fortalecer produções culturais independentes de baixo custo, estimular o estabelecimento de parcerias entre profissionais e mobilizadores/animadores culturais, aquecer o diálogo sobre sustentabilidade, ocupar de maneira qualificada o espaço urbano e colocar tornar acessível à sociedade amazonense programação cultural das mais variadas linguagens artísticas.

E não deixando a reflexão, os espaços de debate e formação ligadas ao cenário cultural e temas do cotidiano em sociedade, o Até o Tucupi também propõe a construção de um circuito de formação provocado por artistas, agentes, produtores, empreendedores e criativos. As inscrições tem o objetivo de fortalecer as propostas de formação livre e o estabelecimento de conexões, parcerias, além da possibilidade de troca de ideias e informações. Os interessados podem provocar debates, rodas de conversa, paineis apresentando pesquisa ou iniciativa criativa, oficinas.

Sob o tema #AtéOTucupiDeCultura, o festival provoca debates que gerem o desejo coletivo de transformar a cidade, com foco na qualidade de vida, tendo a transversalidade da CULTURA como centro articulador.

 

No Amazonas, o Até o Tucupi é o único festival voltado para valorização das artes integradas e que pretende promover um intercâmbio cultural do Estado com outras regiões do Brasil. O festival torna-se ponto chave nessas articulações, tanto para escoamento de produções artísticas, quanto para a troca de tecnologias sociais que visam a capacitação dos agentes culturais amazonenses, com o intuito de qualificar esses profissionais e consequentemente suas produções e ações.

Histórico e indicadores

O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas, desde 2007, surge com a proposta de colaborar com a reconfiguração da produção cultural brasileira que vem ocorrendo nos últimos anos. O Até o Tucupi é um festival de artes integradas não competitivo, que promove a interação entre os diversos segmentos da arte e que ao longo de sua trajetória construiu relação estreita com diversos agentes da sociedade civil, dos movimentos culturais espalhados pelo Brasil, passando pela cultura digital, associações e coletivos culturais, até profissionais da música e festivais.

De 2007 para cá o Até o Tucupi vem acumulando importantes números nessas 10 edições, que incluem a maciça participação de um cenário artístico e cultural dinâmico. Artistas, produtores, mobilizadores, gestores e o público em geral foram atendidos em inúmeras atividades que incluem oficinas, debates, paineis, espetáculos de teatro e dança, performances, intervenções urbanas e shows musicais.

Confira os números gerais nessas 10 edições:

– Público total atingido: 55 mil pessoas.

– Público total espectador dos shows musicais: 53 mil pessoas.

– Total de shows/artistas/bandas: 162 shows.

– Total de atividades de formação/debates: 59 atividades.

– Público total participante das atividades de formação/debates: 2 mil pessoas.

– Total de atividades artísticas integradas (performances, espetáculos de teatro/dança, exposições, exibições de cinema): 88 atividades.

– Total de profissionais técnicos envolvidos: 795 profissionais.

Nesta edição, 2016, o #AtéOTucupiDeCultura pretende alcançar um público total de 10 mil pessoas, entre programações artísticas, de formação, debates e shows.

O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas faz parte da Rede Brasil de Festivais Independentes – uma plataforma inteligente de divulgação da música nacional, com mais de 100 festivais espalhados pelo Brasil -, e é um dos sete festivais que integram o Circuito Amazônico de Festivais Independentes, duas iniciativas que estabelecem uma nova proposta para esses eventos, proporcionando ao público amazonense o que de novo vem acontecendo no cenário musical brasileiro.

 

Mario Dantas