Artur Virgílio alerta sobre rebaixamento da classificação de risco do Brasil

By -

Em vídeo, o prefeito de Manaus e ex-senador, Artur Virgílio Neto, reforça a necessidade e celeridade em votar a Reforma da Previdência e afirma que o rebaixamento da classificação de risco do Brasil é um perigo real que pode descontinuar a tendência de recuperação do crescimento econômico. “Se é tucano de verdade tem que votar sim, desde o governo FHC está se tentando votar a Reforma da Previdência”, disse.

 O prefeito recomendou que os deputados do PSDB votem em unanimidade a favor da reforma. Caso contrário, o País será rebaixado como já sinaliza algumas agências internacionais de avaliação.

 “Se em fevereiro o risco do Brasil aumentar, o Brasil será rebaixado. Isso significa crédito mais caro para o Brasil, significa perspectiva de interrupção do crescimento econômico que já se anuncia para 2018, isso significa, enfim, que o Brasil estará insistindo em se manter na escória dos países que não conseguem fazer suas reformas estruturais. Por isso (esses países), não se desenvolvem plenamente mesmo com todas a capabilidade que o Brasil tem”, destacou.

 “A (reforma) que está para ser votada na Câmara dos Deputados é uma versão leve. Talvez seja preciso e, certamente será, de uma versão bem mais forte para evitarmos que daqui a 20 anos nos tenhamos uma paralisia completa dos serviços de previdência social no Brasil”, avaliou.

Para Virgílio, o fato de não votar a reforma “impede que Brasil faça um verdadeiro ajuste fiscal e quem não trabalha ajustado em suas contas não pode fazer investimento, não tem autossustentabilidade, enfim, não dá certo”.

Roberto Brasil