Artur Neto vai à Brasília em busca de recursos para socorrer indígenas venezuelanos

By -

“É uma situação com contornos de crise diplomática”, destacou Artur Neto

O prefeito Artur Virgílio Neto viaja à Brasília-DF, nesta quinta-feira, dia 11,  para  encontrar o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. No encontro ele irá apresentar o decreto nº 3.689, que declarou situação de emergência social em Manaus e buscar recursos federais para as ações emergenciais humanitárias voltadas aos indígenas venezuelanos. No total são 355 índios da etnia Warau que estão concentrados no Centro, na estação Rodoviária e também em bairros da zona Leste. 

O prefeito classificou a situação como muito grave e deixou claro que a prefeitura não consegue resolver o problema sozinha. Por isso emitiu o decreto de emergência social para ter acesso aos recursos federais. “A situação é complicada porque tem indígenas, entre eles venezuelanos, que querem ir e vir e ainda a grande possibilidade de coiotes estarem fazendo exploração de pessoas nesse trajeto. Merece também a atenção do governo do Estado e muita atenção do Governo Federal porque é uma situação com contornos de crise diplomática”, destacou. 

Artur criticou a postura do consulado da Venezuela que se mostra inerte diante da situação.

“A Venezuela tem um governo que está caindo e que vive uma crise moral, econômica e politica. E tem uma representação diplomática em Manaus  que é do pior nível. O Consul da Venezuela não tem capacidade de dialogar com ninguém”,  disse o prefeito. 

Em relação a ajuda do Governo do Estado o prefeito acredita que ela virá. Ele disse que na próxima sexta-feira, 12, terá um encontro com o governador David Almeida. “O Estado precisava tomar medidas que não tomou, até agora, porque vivia o caos de um governo que se foi. Eu confio que na sexta-feira, ao me reunir com o novo governador, David Almeida,  eu acerte com ele uma ajuda por parte do Estado”, finalizou o prefeito.

Roberto Brasil