Artur e Omar selam ação conjunta para Manaus

By -

artur-e-omar-parceria02

Em uma reunião demorada, o prefeito eleito de Manaus, Artur Neto, e o Governador do Estado, Omar Aziz, falaram das prioridades no governo municipal da próxima gestão, como fornecimento de água, segurança, Copa do Mundo e programas sociais a serem desenvolvidos em beneficio da população manauara.

Uma das questões tratadas pelas autoridades foi a PROAMA e a solução a ser dada para que não falte água nas torneiras das casas de Manaus, outro tema importante que será tratado nos próximos dias em muitas reuniões é a parceria a ser feita para a segurança publica, outra preocupação foi a mobilidade urbana.

Segundo o Governador muitas coisas não poderão ser concluídas até o fim da sua gestão e terão que ser encontradas outras alternativas para avançar o mais rápido possível já que é responsabilidade das duas autoridades procurar saídas para algumas obras de grande envergadura como são as da Copa do Mundo, em particular a Arena da Amazônia orçada em R$ 527 milhões.

artur-e-omar-parceria01

Por sua vez, o prefeito eleito Artur Neto falou de melhoras na Ponta Negra, mas para isso e outras obras deverá procurar ajuda do Governo Federal, pois não sabe quanto em orçamento dispõe na Prefeitura. Por sua vez, afirmou também os que cortes a serem feitos são referentes a viagens de funcionários que não se mostrem necessárias e a redução das comissões, o que irá maximizar o dinheiro a ser gasto.

Juntos Prefeito e Governador disseram que trabalharão com responsabilidade na busca de parcerias públicas e privadas em gestão compartilhada e os bairros pobres e carentes terão prioridade. Referente à falta de participação da prefeitura em Programas como Minha casa minha vida, Artur Neto disse que estes projetos sociais terão mais apoio na sua gestão.

Omar Aziz também informou sobre o êxito alcançado no processo contra o estado de São Paulo referente à produção de tablets e que a justiça já publicou uma liminar a seu favor e espera ganhar para que este trabalho seja feito no Amazonas.///Mercedes Guzmán

Redação