Artistas do Garantido confiantes na vitória do projeto Celebração 2016

By -

IMG-20160415-WA0056

Com início definitivo dos trabalhos de execução do projeto boi de arena 2016 “Celebração”, na semana passada, os artistas do Garantido mostram-se entusiasmados com os três espetáculos preparados pela Comissão de Artes do bumbá. Os trabalhadores vermelhos destacaram expectativas e indicaram novidades nas apresentações deste ano.

Para 2016, o Garantido conta com uma equipe de artistas experientes entre 20 e 30 anos de Festival. Vandir Santos comemora 38 anos na área artística. Eles têm em comum o reconhecimento nacional com experiência nos Carnavais de São Paulo e Rio de Janeiro. O bumbá também aposta nos jovens talentos criados no galpão da Cidade Garantido como Sorin Sena e Jackson Pingo e outros que renovaram contrato com o boi. Kenedy Prata, Francinaldo Guerreiro, Zilkson Reis, Ailton Teixeira Carajas, Francinaldo Guerreiro, Junior Feijó, João Carivardo e Rogerio Azevedo coordenam as equipes.

IMG-20160419-WA0057

O artista do Garantido desde 2010 e também carnavalesco da Gaviões da Fiel de São Paulo Zilkson Reis conta que tem grandes expectativas este ano no festival. Mesmo com a crise financeira, ele garante que o bumbá usará da criatividade para vencer a disputa. “Estou com uma perspectiva enorme de conquista. É um projeto muito ousado. Vem muita novidade no festival este ano com o Garantido”, declara.

IMG-20160419-WA0061

O Artista João Ferdinando Guimaraes Vieira, o “Carivardo”, um dos mestres da robótica para movimentos alegóricos de Parintins, destaca o talento do corpo de artistas do Garantido. Ele está no festival há mais de 20 anos e acredita no desempenho dos colegas na arena. “Nós temos artistas competentes que vão dar a vida na arena”, afirma.

A dedicação dos trabalhadores do bumbá também foi enaltecida pelo artista Ito Teixeira, o qual acredita na união e no empenho de todos. Ito ressalta que “são três meses intensos de trabalho, de dedicação de cada artista”.

IMG-20160419-WA0056

A parte de projeto de maquete está concluída, a Comissão de Artes foi muito feliz na concepção e os integrantes repassam energia positiva a todos os demais trabalhadores essa é a avaliação do artista Rogerio Azevedo. Para ele, agora o entusiasmo toma conta dos trabalhadores de galpão para vencer o tempo até a chegada de entregar as alegorias. “Agora é transformar o sonho em realidade. As maquetes estão concluídas, foram testadas e todos os artistas trabalham num mesmo propósito de vencer. O projeto está lindo e vamos ganhar esse título”, comenta Azevedo.

Equipes já estão finalizando suas maquetes de alegorias, diz o membro da Comissão de Artes e artista Marialvo Brandão, dentro de tudo que foi concebido pela Comissão de Artes. Segundo Brandão o boi está preparado para fazer um grande espetáculo. “Tudo que foi projetado, pensado, foi fundamentado com base em pesquisas, não foi nada feito de forma aleatória. Nosso projeto é arrojado, grandioso e com certeza vai nos dar o campeonato”, diz confiante.

IMG-20160419-WA0062

“Nós, em vários espetáculos, tivemos quadros sobre a celebração, então, quando foi marcado esse tema foi na intenção de a gente ampliar isso”, explica entusiasmado o membro da Comissão de Artes, Fred Góes, falando sobre o tema de 2016. Ele adianta que o bumbá vai celebrar a vida, a Amazônia, o povo, os bois, o Festival e a cultura da região amazônica. “Nós temos que celebrar a força criativa do nosso povo. Nós vamos celebrar a grandeza do povo parintinense através da arte”, conclui Fred.

Estreante como membro da Comissão de Artes no Vermelho e Branco, o artista Edwan Oliveira não tem dúvidas que o projeto “Celebração” para a temporada desse ano, além da ousadia, levará a arena formatação diferenciada desde concentração, montagem, cênica coreográfica, apresentação dos itens coletivos e individuais, até a retirada dos módulos alegóricos da arena. “Misturando harmonia, determinação e comprometimento de cada artista”, define.

Todas as equipes de artistas receberam EPI’s (Equipamentos de Proteção Individuais). Os galpões foram organizados e atendem as orientações de segurança do Ministério do Trabalho. Os artistas, mesmo com pouco menos de três para o Festival, prometem apresentações empolgantes, alegorias grandiosas e muitas novidades.

Mario Dantas