Ari Moutinho Júnior e Yara Lins são eleitos presidente e vice do TCE

By -
O posse do novo presidente e vice-presidente do TCE-AM acontecerá no dia 22 de dezembro

O posse do novo presidente e vice-presidente do TCE-AM acontecerá no dia 22 de dezembro

Os conselheiros Ari Moutinho da Costa Júnior, 43 anos, e Yara Amazônia Lins Rodrigues dos Santos, 58 anos, foram eleitos, na manhã desta quarta-feira (15), por unanimidade, para comandar o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas no próximo biênio (2016-2017). O posse do novo presidente e vice-presidente do TCE-AM, respectivamente, acontecerá no dia 22 de dezembro.

Na mesma sessão, o colegiado elegeu o conselheiro Júlio Pinheiro para a Corregedoria-Geral do TCE e o conselheiro Júlio Cabral para a Ouvidoria-Geral. O conselheiro Josué Filho — que deixa a presidência no próximo mês — foi eleito também, por unanimidade, para a coordenação-geral da Escola de Contas Públicas do TCE para os próximos 2 anos, no lugar do conselheiro Érico Xavier Desterro e Silva.

Após a votação direta, os conselheiros ressaltaram a conduta sempre equilibrada do conselheiro Ari Moutinho, que é hoje o presidente mais jovem de uma corte de Contas no país, e desejaram uma boa gestão. “Nós sabemos da capacidade técnica de vossa cabeça. Com a sua jovialidade, vossa excelência deverá fazer uma ótima gestão. Coloco-me à disposição para ajudar no que for preciso. Não tenho dúvida da ótima condução desta casa tanto por parte do conselheiro Ari (Moutinho) quanto da conselheira Yara (Lins)”, afirmou o conselheiro-decano, Júlio Cabral.

Ao parabenizar o presidente eleito, o conselheiro-presidente do TCE, Josué Filho, pediu proteção de Deus para a administração de Ari Moutinho Júnior e Yara Lins e o orientou a manter sempre a harmonia no lar para que ela ajude na boa condução da Corte de Contas, com os seus mais de 700 servidores. Josué ressaltou ainda que o TCE é um órgão pedagógico, transparente, acessível, grande e financeiramente organizado, o qual funciona como uma máquina. “Os ventos não serão favoráveis no início de gestão, por conta da crise econômica, mas tenho a convicção de que o barco será bem navegado”, afirmou.

Presidência cidadã

Após ouvir os votos de parabenizações dos conselheiros, o presidente eleito Ari Moutinho Júnior agradeceu a confiança depositada nele, por meio do voto individual, e afirmou que irá presidir a Corte de Contas, nos próximos dois anos, com bastante lucidez, equilíbrio, serenidade e de forma compartilhada.

“Aqui peço apoio de todos. Dos conselheiros, dos auditores, dos procuradores e de todos os funcionários. Queremos fazer uma administração compartilhada com o apoio de todos e, sobretudo, com honestidade e respeito ao povo do Estado do Amazonas. Queremos acertar, dando uma resposta cada vez mais satisfatória aos amazonenses e exigindo a boa aplicação do dinheiro”, afirmou, ao ressaltar que trabalhará para que o TCE, cada vez mais, dê exemplo de transparência, para que os outros órgãos o sigam. “Me incomoda muito o fato de o Estado está lá atrás na questão da transparência e queremos ajudar nisso”, acrescentou, ao batizar sua presidência como uma presidência cidadã.

A vice-presidente eleita, conselheira Yara Lins, se colocou à disposição do conselheiro Ari Moutinho Júnior e afirmou que o ajudará no que for possível para a boa condução do TCE. “Não só eu, mas todos os conselheiros, auditores, procuradores e servidores deverão ajudar vossa excelência a administrar bem o TCE-AM. Agradeço a confiança depositada em mi para a vice-presidência”, comentou.

Roberto Brasil