Arena da Amazônia recebe 100 crianças autistas nesta sexta-feira, 1º, que terão acesso a atividades lúdicas e esportivas

By -

_MCN0948

Para iniciar as comemorações da Semana de Conscientização do Autismo, o palco da Copa  do Mundo em Manaus se transformará nesta sexta-feira, dia 1º, numa verdadeira “Arena Azul”, que vai receber uma média de 100 crianças autistas, que terão uma programação de atividades nos espaços que comumente são ocupados por jogadores e torcedores do futebol. O evento, que inicia às 8h, é do Governo do Estado do Amazonas e aberto ao público.

A primeira ação recreativa oferecida será uma visita técnica na parte inferior da Arena da Amazônia, como os vestiários, área de banco de reservas e arquibancada. Logo em seguida, haverá a “Corridinha Maratoninha do Autista”, com 20 metros de distância. Após, todas as crianças ficarão reunidas no centro do campo para soltar balões azuis, em alusão ao Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, comemorado neste sábado, dia 2 de abril.

_MCN1154

No seguinte momento, as crianças irão se dirigir à areá pódio da Arena e lá serão realizados circuitos psicomotores, atividades lúdicas e esportivas, como aulas de capoeira, de jiu-jítsu, zumba, pula-pula, escorregador, desenho, pintura no rosto e peças teatrais.

“Todas essas atividades estimulam as crianças positivamente, elas se sentem acolhidas, pois será um evento para os autistas e suas famílias. Um momento de interação, descontração e de levar informação também, pois ainda hoje existem muitas pessoas que nutrem o preconceito, que não entendem a importância do esporte na vida desses meninos e meninas e que tratam com indiferença aqueles que tanto necessitam ser incluídos e amados”, disse um dos organizadores do evento e profissional de Educação Física, Sonny Ferreira.

As crianças e suas respectivas famílias foram previamente convidadas pela Associação Superando Limites, mas quem desejar participar, terá uma recepção calorosa dos organizadores.

Benefício

_ASL1736

O Autismo é uma síndrome resultante de uma desordem neurológica que afeta o funcionamento do cérebro e o desenvolvimento nas áreas de interação social e habilidades de comunicação. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), no mundo todo há 70 milhões de pessoas com autismo. No Brasil, a estimativa é de dois milhões.

Segundo a profissional de Educação Física Shirley Amaral, as atividades esportivas proporcionam a melhora do relacionamento daqueles que tem a síndrome, aprimorando a força, a agilidade, a coordenação motora, o equilíbrio, estimulando a fala e o repertório motor. A criança que é tratada com esporte e atividades lúdicas e não somente com medicamentos, pode ter uma evolução mais rápida e humana.

_ASL1726

“O esporte têm um valor fisiológico, porque contribui para o desenvolvimento do desempenho deles, melhorando a autoestima. O desporto dá a possibilidade de demonstrar à sociedade não somente a evolução, mas as qualidades de quem tem o autismo”, afirmou Shirley, que em Manaus coordena os Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas), voltado para Pessoas com Deficiência (PCDs), entre eles os autistas.

* A ação com os autistas deve durar uma média de duas horas e meia.

Atendimento à população em geral

Paralelamente ao evento, a Arena da Amazônia também vai oferecer das 8h às 16h, diversos atendimentos ao público, como emissão de documentos (Certidão de Nascimento, RG, CPF e Carteira de Trabalho); consultas odontológicas (avaliação, aplicação de flúor e limpeza) e oftalmológica (teste de visão); orientação e teste rápido de HIV/Aids; realização do Cadastro Único para Programas do Governo Federal; atendimento às mulheres em situação de violência (Orientações gerais e jurídicas, encaminhamentos e roda de conversa); orientações jurídicas da Defensoria Pública do Estado e agendamento do INSS; embelezamento (corte de cabelo, penteados e maquiagem) e distribuição de mudas de plantas.

Apoio

A Arena Azul – Autismo e Cidadania – é uma realização do Governo do Estado, por meio das Secretarias de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e o Fundo de Promoção Social (FPS). O evento ainda conta com o apoio das Secretarias de Estado de Assistência Social (Seas) e dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped), Defensoria Pública do Estado, Prefeitura de Manaus Instituto Nacional do Seguro Social, Departamento de DST/Aids da Fundação de Medicina Tropical e Instituto Embeleze.

Mario Dantas