Ao justificar saída do PDT, Dermilson Chagas diz que sua relação com o partido não vinha dando frutos

By -
Dep. Dermilson Chagas

Dep. Dermilson Chagas

Ao explicar as razões pelas quais está trocando o PDT pelo Partido Novo (PN), no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta quinta-feira (24), o deputado estadual Dermilson Chagas justificou que sua relação com o partido, ao qual está filiado há 16 anos, não estava lhe permitindo fazer um trabalho mais próximo da população, além da discriminação pessoal que vinha sofrendo.

Segundo o parlamentar, sua relação com a direção estadual do PDT não vinha dando frutos, com alguns momentos de desentendimentos e divergências por conta de procedimentos adotados no passado, como superintendente regional do Trabalho no Amazonas, que se tornaram pessoal. “No período da campanha não tive tempo de TV, de rádio, além do material de campanha ter sido liberado às vésperas do pleito eleitoral”, afirmou.

Outro motivo apresentado por Dermilson Chagas diz respeito ao fato da direção regional do partido não se reunir com os filiados para discutir assuntos de interesse político e das pessoas; quando se reúne é em mesa de bar. “Me recuso a discutir o futuro do Estado do Amazonas dessa forma, por entender que não é postura de quem tem interesse em propiciar melhorias à sociedade como um todo”, mencionou.

O deputado disse que a 16 anos o PDT não faz um deputado federal, poucos estaduais, enquanto a eleição dos vereadores eleitos se deu por engenharia matemática, isso porque o partido está distante dos próprios políticos e da sociedade.

Roberto Brasil