Antirrábica: em Figueiredo a meta é vacinar seis mil cães e gatos

By -

figueiredo-vacinaçao-caes-e-gatos 1Da Redação – “Nossa maior dificuldade é a rejeição dos donos desses animais, muitos não querem vacinar com medo que aconteça algo com os bichinhos de estimação, mas a população tem que entender que cão e gato vacinados previnem as pessoas de doenças que esses animais venham a trazer para o ser humano”, destacou Márcia Alencar, Coordenadora de Vigilância em Saúde.

Segundo a Coordenação de Vigilância em Saúde, a meta em Presidente Figueiredo é vacinar seis mil cães e gatos, por isso uma equipe de vacinadores já está nas ruas em ação. Os animais que podem receber a vacina tem que ter no mínimo três meses de idade, e é uma prática que não pode ser descartada, pois tem relação com a saúde do animal e do povo.

Essa Campanha de Vacinação Antirrábica na Terra das Cachoeiras é totalmente de graça, pois é uma medida de prevenção, da gestão atual, em eliminar de vez, qualquer possibilidade que possa vir a acontecer em relação às doenças advindas desses animais de estimação, ou dos, que perambulam pelas ruas sem destino.

figueiredo-vacinaçao-caes-e-gatos 2As primeiras áreas a serem visitadas e acompanhadas pelos vacinadores foram os Bairros Galo da Serra I e II e o Bairro das Orquídeas. A equipe vai de casa em casa fazendo os procedimentos devidos, conversando e explicando a população, o porquê da ação.

O objetivo da campanha é manter o controle da raiva no município que há muito não se registra um caso, de transmissão da doença, por cães e gatos, e é uma doença fatal causada por um vírus, que atinge mamíferos como: cães, gatos, bois, cavalos, porcos, morcegos e também o ser humano. A doença é transmitida principalmente pela mordida, mas também por arranhões, unhadas ou lambidas de animais doentes.

Depois que concluir a sede do município, a ação vai ser prolongada para as comunidades da BR 174, AM 240 e Vila de Balbina.

A prefeitura de Presidente Figueiredo recomenda que os donos de cães e gatos colaborem com a equipe que vão até suas casas, segurando seus animais e deixando vacinar.  É uma forma preventiva que traz benefícios a todos. Depois de vacinados os animais não devem fazer esforços físicos. As cadelas e gatas prenhas também devem tomar a vacina.

A prevenção evita maiores danos para a sociedade e tranquiliza a população que carece  de uma melhor qualidade de vida./// (David Almeida – Fotos: Jackson Salvaterra)

Roberto Brasil