Amazonense Alex Taveira superou deficiência e hoje é astro do Gladiator Fight 2

By -
“A deficiência física nunca foi problema para mim", frisou Alex Taveira

“A deficiência física nunca foi problema para mim”, frisou Alex Taveira

A deficiência congênita na perna direita não foi limite para o lutador amazonense Alex Taveira, de 29 anos, que virou fenômeno nos tatames e será um dos astros no card do Gladiator Fight 2. O maior evento de lutas casadas da Região Norte será realizado no dia 5 de fevereiro, a partir das 19h, no Manaus Plaza.

Alex, que nasceu com a perna direita encurtada, vai encarar Raymisson Michiles (NGT) na disputa pelo cinturão dos faixas pretas até 64 kg. Ele esbanja otimismo ao falar do combate.

“A deficiência física nunca foi problema para mim e sempre lutei de igual para igual com qualquer adversário. Adaptei meu jogo à minha deficiência e estou muito focado para buscar essa vitória por finalização”, comenta o atleta que representa a equipe Carioca Team.

Depois do Gladiator Fight 2, Taveira viaja para uma temporada de trabalho na American Top Team, nos Estados Unidos, equipe onde o amazonense Adriano Martins faz seus treinamentos para o UFC.

alextaveira-gladiatorfight 02Poliatleta

A história de Alex Taveira no esporte começou aos 11 anos. Morador do Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus, ele jogava bola e se destacava nas peladas nas ruas.

“Foi aí que o Márcio Pontes (primeiro treinador de José Aldo, ex-campeão dos penas do UFC) me chamou para treinar jiu-jítsu. Gostei e nunca mais larguei a luta”, conta.

Além da “arte suave”, Alex se aventurou no paradesporto, representando o Amazonas em competições nacionais de atletismo, halterofilismo e ciclismo.

“Foi uma experiência interessante, até porque na época eu buscava modalidades que credenciassem ao Bolsa-Atleta. Mas o jiu-jítsu sempre foi a minha paixão, meu esporte favorito e hoje eu me dedico exclusivamente aos treinos e aos campeonatos”, ressalta.

Supercampeão

Alex Taveira é dono de um currículo invejável. O lutador é oito vezes campeão amazonense. Também ganhou um pan-americano sem quimono nos Estados Unidos e o vice da mesma competição com quimono.

Suas últimas façanhas foram os títulos da categoria e absoluto nas temporadas de 2014 e 2015 nos campeonatos Nacional e Mundial da recém-criada Confederação Brasileira Paradesportiva de Jiu-Jítsu (CBPJJ).

Ingressos à venda

Os ingressos para o Gladiator Fight 2 custam R$ 20 (cadeira), R$ 50 (VIP) e R$ 250 (mesa para quatro pessoas). Pontos de venda: quiosque da Sí, Me Gusta Paletas Mexicanas (1º andar do Manaus Plaza Shopping) e Projeto Nandinho (avenida E, número 2, Osvaldo Frota 2, Zona Norte, das 18h às 22h).

alextaveira-gladiatorfight 03Confira o card atualizado em 07/01/2016: 

1 – Dimas Moraes (Projeto Nandinho) vs Thiago Silva (Nova União)

2 – Eduardo de Inojosa (Dailson Pinheiro) vs Maik Matos ( Monteiro)

3 – Raymisson Michiles (NGT) vs Alex Taveira (Carioca Team)

4 – Claudevan “Soneca” Martins (Monteiro) vs Carlos Farias (GF Team)

5 – Victor Hugo Nascimento (Equipe 7) vs Manoel Fernandes ( GF Team)

6 – Francinaldo Magalhães (CT Brunocilla) vs David Washington (Aliança)

7 – Bruno Lemos (CT Brunocilla) vs Leandro Lima (Orley Lobato)

8 – Franciele Nascimento (Projeto Nandinho) vs Bruna Souza (SD System/Checkmat)

9 – Marcelino Cavalcante (CT Brunocilla) x Rodolfo Mustafá (Clube Pina)

Roberto Brasil